Blog/Cenas da China real/China/Cultura Chinesa/Curiosidades/Dicas de Shanghai/Palestras e Assessoria intercultural/viver na China

Vou mudar para a China: e agora? Parte 1

Nesses últimos meses, a quantidade de pessoas que tem me escrito, contando que receberam uma proposta para vir trabalhar na China e, entre assustados e entusiasmados, todos queriam uma ‘luz no fim do túnel’.

Querem saber, de alguém que vive aqui, se não estavam fazendo a maior loucura da vida deles, em especial os que tem família, crianças pequenas. E agora? Onde morar, como as crianças vão enfrentar, escola, plano de saúde, o que comer… e por aí vai.

Juro que às vezes dou risada ao ler as mensagens, principalmente daqueles que são mais bem humorados e colocam as perguntas num tom que se confunde com espanto e sarcasmo. Outros estão tão assustados com a possibilidade (em especial as esposas com crianças pequenas), que é possível perceber, ao ler cada linha dos emails, o grau de desespero.

A dúvida é sempre presente... mas não é essa a vida? Sempre tendo que buscar e escolher?

A dúvida é sempre presente… mas não é essa a vida? Sempre tendo que buscar e escolher?

Bom, por tanto escrever quase que as mesmas coisas centenas de vezes, pois existem sim, dúvidas específicas, mas a maioria são bem semelhantes, resolvi fazer aqui um SAL – Serviço de Atendimento ao Leitor do China na minha vida. Afinal, ao que tudo indica, a China vai passar a fazer parte da vida deles também!

Tenho a esperança que isso facilite a vida de quem me procura (e a minha também…rs). Claro que muita gente ainda vai querer me escrever, com mais alguma pergunta, a tal dúvida específica, que sempre respondo com o maior prazer. Mas o básico, vou tentar colocar aqui, em duas postagens. Fiquem ligados.

Então vamos às principais questões:

Recebemos uma proposta de trabalho para a China. É difícil viver aí?

Sobre viver na China, já escrevi vários artigos. E repito aqui: viver bem aqui vai depender mais de cada um que chega a esse país, do que do país em si. Há o choque cultural, o estranhamento, as regras e códigos sociais diferentes, o idioma incompreensível. Mas também há a possibilidade de nos reinventarmos, conhecer outras realidades, vencer obstáculos, aprender, crescer pessoal e profissionalmente e, como não citar, ganhar dinheiro.

Acredito que isso não pode ser a razão única e exclusiva para vir para a China, mas é certo que o que faz cada um que recebe uma proposta, parar e pensar em vir para o outro lado do mundo, sem sombra de dúvidas é o financeiro.

Agora, a vida é feita de escolhas. Como dizia um chefe, muito querido, que tive no passado: ‘não se faz omeletes sem quebrar ovos’! Então é mais ou menos assim. Todas as nossas escolhas geram as consequências. Aceitar a excelente proposta de trabalho na China, significa que teremos que abrir mão de várias coisas no Brasil (ou no pais que vivemos), temos que aceitar que teremos perdas e ganhos, muitas vezes imensurável.

Muitas vezes o mundo está em nossas mãos e nós não conseguimos perceber...

Muitas vezes o mundo está em nossas mãos e nós não conseguimos perceber…

Recomendo também ler esses artigos:

Mitos e verdades sobre a China

Sou estrangeira

A difícil vida fácil de ser estrangeiro

O que é bom saber antes de vir para a China

Expatriado na China: o que é diferente

Cartas para o Brasil – 3 meses de China

E onde vou morar, qual o melhor bairro para se viver?

Essa é uma questão muito complicada, até porque, com propriedade, só posso falar de Shanghai, que é onde vivo e conheço bem. Mas para facilitar, tenho uma regra geral que se encaixa para qualquer cidade: tente morar o mais perto possível do local de trabalho!

Isso porque as crianças que vão para escola, possuem serviço de ônibus escolar e acabam se divertindo no caminho com os colegas e quem não trabalha, tem mais disponibilidade e flexibilidade de horário para se locomover. Já quem sai para trabalhar não merece passar horas preso num trânsito maluco, e gastar parte do seu tempo livre em engarrafamentos.

Vamos ser mais específicos com a cidade de Shanghai:  a família se encantou com uma casa em Pudong, mas o local de trabalho fica em Honqiao. Isso significa que quem vai trabalhar vai gastar no mínimo, num dia de tráfego tranquilo, umas 2 horas entre ir e vir. Não faz sentido, não é mesmo?

Até porque, Shanghai é uma cidade que oferece muitos ‘polos’ residenciais, onde há toda a infraestrutura necessária para se viver bem, mesmo quem não tem carro.

sh map

Alguns me falam: quero morar no Centro. Mas gente, juro que não sei dizer qual é o Centro de Shanghai. Para quem está em Pudong, pode ser Lujiazuei ou Jinqiao. Em Puxi, pode ser Honqiao, Xintiandi ou People Square. Cada um dessas regiões citadas tem sua vida própria. Fora as dezenas que não citei.

Então, pequem o Google Maps, coloquem o endereço da empresa e aí vejam regiões em torno dela, que se gaste em torno de 30 minutos para chegar.

Claro, que há situações que não dá para ter essa proximidade casa-trabalho, mas podendo eu recomendo. É qualidade de vida para toda a família.

E valor do aluguel?

Aluguéis são o calcanhar de Aquiles dessa cidade. Aqui os valores são astronômicos. E eles dependem da região onde se quer viver. Nesse link você pode conferir algumas coisas para ter uma ideia de tamanho e valor.

E não, aqui não é o Japão. Existem casas e apartamentos gigantes!

Saindo de Shanghai, Beijing, Guangzhou e Shenzhen, os aluguéis são bem mais baixos, parecidos com os do Brasil. E esse ponto, valor do aluguel, é algo que tem que ser bem discutido no contrato de trabalho.

Custo de vida

Isso dependerá muito da cidade onde vai morar. Mas escrevi sobre isso já, e no texto tem um link que é sempre atualizado, com  o custo de vida em várias cidades do mundo, inclusive comparando a sua cidade com a que vai viver.

China: quanto custa viver desse lado do mundo

Espero que até aqui esteja tudo certo e já tenha respondido muitas das suas dúvidas.

No próximo artigo tem mais dicas de escolas, hospitais e adaptação desse lado do mundo.

Zái Jián!

 

Anúncios

11 pensamentos sobre “Vou mudar para a China: e agora? Parte 1

  1. Ola, estou morando em Shangai e estou grávida, gostaria de saber mais sobre plano de saúde para estrangeiros, sobre maternidade, valores, existe algum tipo de saúde gratuita, documentação nesses termos de saúde. Você pode me ajudar. Um grande beijo e amo o seu blog.

    Curtir

    • Olá Helena,
      Obrigada pelo comentário… me deixa muito feliz!
      Até onde sei não existe nada gratuito aqui, mesmo nos hospitais chineses. Alguns hospitais internacionais tem planos somente para gestantes e recém nascidos. Te recomendo dar uma procurada no United Family Hospital, Parkway, Read Leaf Hospital e Shanghai East International Medical Center. Cada um tem seus próprios pacotes e preços. E a diferença é grande.
      Bom, se tover mais dúvidas que eu possa te ajudar, me escreve através do link ‘contato’.
      Abraço.

      Curtir

  2. Adorei seu post, eu sou um desses.
    Decidi que ano que vem irei morar aí, cansei do Brasil, amei a China desde quando a conheci em 2008.
    Pretendo viver perto de você, em JiaXing.
    Quem sabe tomaremos um chá dias desses kkkkkkkkk

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s