Cenas da China real/China/Cultura Chinesa/Curiosidades/Viagens/viver na China

O que é bom saber antes de vir para a China

Como todos aqui já sabem, eu realmente gosto muito de viver na China. Insisto que esse é um local no mundo que vale a pena visitar, morar, conhecer. Principalmente se a pessoa está aberta ao novo, às descobertas e ir desmistificando ‘pré-conceitos’ estabelecidos pelo ocidente em relação a China.

Mas… sempre tem um ‘mas’- nem tudo são flores. Claro que não. Afinal, em que lugar do planeta as coisas são perfeitas?

Só que a China tem umas peculiaridades, uma cultura tão arraigada, que muita gente, quando lê algo à respeito acha que é exagero. Ou então, o que tem acontecido demais, é acharem que a tal da ‘globalização’ acabou com todas as barreiras e diferenças culturais, e ainda rebatem: – a China não está no centro de toda a economia hoje em dia? Sim, está. Mas isso não quer dizer que 1 bilhão e 400 milhões de pessoas estão conectadas nessa nova ordem mundial! #ficaadica

Então, se seus planos é vir viver na China, seja para estudar ou trabalhar, vale à pena prestar atenção em alguns pontos.

dragons-e834b30b2e_1920

O que é bom saber antes de vir para a China

  1. A maioria das pessoas não falam inglês

Fato. Voltando para o parágrafo anterior desse texto, fica claro que a quantidade de chineses envolvidas no mundo ocidental, seja com estudo ou negócios, ainda é um grupo muito pequeno em relação à população desse imenso país. Portanto saiba que seu inglês vai te ajudar pouco, principalmente nas cidades fora da ‘bolha internacional’. Em Shanghai ainda se tem uma certa facilidade de comunicação em inglês. Mas saiu do centro da cidade, já era.

E não adianta reclamar – como assim, ninguém fala inglês aqui?

Você já parou para pensar que no Brasil, vivemos a mesma situação? Quem fala inglês num restaurante local, numa cidade de interior?

  1.  A lógica aqui é outra

A maneira do chinês fazer as coisas, principalmente no trabalho, muitas vezes deixa os estrangeiros confusos. A lógica deles é outra, não adianta. Mas no final as coisas funcionam. Do jeito deles, mas funcionam. O duro é a gente pegar o jeito de entender e se adaptar. Não se desesperem – todo mundo passa por isso. E muitos estrangeiros vão embora sem entender…

  1. A poluição do ar é realmente um problema

Já escrevi sobre a poluição na China aqui. E esse é sim, um fator para se ponderar antes de mudar. Pessoalmente, eu não tenho problemas em conviver com ela (ao menos hoje, vai saber no futuro…), mas pessoas com problemas respiratórios e mais sensíveis a poluição do ar devem se informar melhor sobre o assunto e se precaver. Depois que chegou aqui, não adianta reclamar…

4. Os costumes são bem diferentes

Bebês com o bumbum de fora, fazendo suas necessidades em qualquer lugar, pessoas arrotando na mesa, cuspindo na rua (todo cuidado é pouco para não virar alvo, em alguns lugares), falam alto demais, são curiosos ao extremo, não respeitam filas, dormem em qualquer lugar, fazem barulho para comer e por aí vai.

Isso é legal? Claro que não! Mas é só para nós ocidentais, tenha isso em mente. Para os chineses isso faz parte  da vida, da cultura e da educação. Sim, você leu certo: a educação deles é dentro desses padrões e, para eles, loucos somos nós.

Tenha isso em mente e não queira mudar os 5 mil anos de tradição, pois aqui é a casa deles e quem dita as regras são eles. Não esqueça que somos os hóspedes: entenda, respeite e facilite sua estada desse lado do mundo.

5. Você será o centro das atenções

Eles apontam para você, riem, acham estranho, pedem para tirar foto (às vezes não pedem e já vão tirando). Somos diferentes, isso é fato. E quanto mais para o interior do país a gente vai, mais complicado fica o assédio. Sorria e fique bem na foto. Afinal, nunca passaremos despercebido no universo chinês.

6. Os vistos podem ser complicados

Na China, as regras e regulamentos de autorização de trabalho mudam frequentemente. Verifique antes se você pode trabalhar legalmente aqui de acordo com as últimas leis. Pesquise, se informe com pessoas/instituições credenciadas e confiáveis.

7.Traga dinheiro

Mesmo que você já venha com emprego garantido, seu primeiro salário chegará depois de um mês. Aqui é praxe depósito de 2 a 3 meses do valor do aluguel para calção (não há fiador e essa é a garantia), compra de celular, coisas para a casa… e no início a gente acaba pagando mais caro por pura falta de conhecimento do loca

8. Roupas e sapatos – a saga da numeração

Hoje em dia, em cidades como Shanghai, ainda é mais fácil encontrar coisas que nos sirvam. Mas ainda assim, roupas e sapatos além da média são bem difíceis de encontrar. Fora que a numeração grande, é tão fora dos padrões chineses, que quando a gente acha é de assustar!

foto by pixabay.com

foto by pixabay.com

Por exemplo: eu tive que me acostumar que aqui minhas roupas são XXL ou XXXL, depende da marca. No começo quase chorei (rs), mas é fato. Mulheres que calçam mais de 38 e homens que calçam mais de 42 (tamanhos europeus) estarão em sérias dificuldades para encontrar sapatos. Melhor trazer alguns pares extras.

9. A internet é bloqueada

Se você nunca ouviu falar, vou te apresentar a grande ‘ China Firewall’, que bloqueia e controla todo o acesso a internet. Claro que os estrangeiros (e alguns chineses) acessam Facebook, Google e outros websites, através de um VPN. Isso vai te custar alguns renminbies por mês e tornará sua internet bem mais lenta – é isso ou nada!

Mas mesmo assim…

Ainda acho que vale a pena o sacrifício. Chegando aqui com algum conhecimento e a parte legal (visto) bem organizada, todas as dificuldades serão simples problemas de adaptação.

Não há lugar no mundo (ou talvez haja) que te dê o leque de opções, emoções e experiências (boas e nem tanto…) como a China pode dar. Aqui tudo é rápido, intenso e imenso! De verdade.

E no final, você nunca mais será o mesmo. A China transforma, ensina e nos dá a capacidade de se adaptar novamente em qualquer lugar do planeta.

E você? Já viveu aqui? Pensa em vir? Conte para nós a sua experiência.

Zái Jiàn!

booking

Colabore com a gente! Faça sua reserva (para qualquer lugar do mundo) clicando no logo do Booking.com acima ou na lateral da página. Xie xie! Obrigada!

Anúncios

35 pensamentos sobre “O que é bom saber antes de vir para a China

  1. Oi Christine.
    Tudo bem?
    Estou morando na China tem 2 meses. Vim para cá a trabalho. Estou morando em Dalian.
    Primeira leitura que faço do seu blog é justamente este texto e relata bem o que vivenciamos aqui. Quero, humildemente, contar um pouquinho da minha experiencia aqui.
    Bom, realmente, a questão cultural é bastante estranha e, algumas vezes, chocante.
    Meu maior choque aqui foi, nos primeiros dias, me sentir um analfabeto quando andava pelas ruas. Tudo que é porta eu olhava para dentro pra tentar entender o que funcionava ali. Praticamente todos os pontos comerciais tem um letreiro luminoso na frente, e 90% das fachadas não significam nada para quem não fala mandarim.
    Outra coisa espantosa, ao menos aqui em Dalian, é o transito caótico. Eles não seguem a nossa logica: eles ultrapassam por qualquer lado, dirigir pela contra mão é normal, parar o carro de qualquer jeito no meio da via também é normal, buzinam freneticamente. Sem contar as motos elétricas que andam em qualquer lugar e, por não fazerem barulho, são um perigo para os pedestres.
    Bom, vou seguir lendo o blog para pegar outras dicas do que vivenciarei nos próximos tempos aqui na China.
    Abraço.

    Curtir

    • Olá Mateus!
      Muito legal seu depoimento. Mas é assim mesmo. A nossa lógica não funciona aqui! hahaha Eles tem a deles e não adianta, que não conseguiremos mudar. Nós somos os estrangeiros….
      Abraço e sempre que quiser, divida conosco suas expsriências. Isso acaba ajudando muita gente.
      Abraço.

      Curtir

  2. Pingback: Vou mudar para a China: e agora? Parte 1 | China na minha vida

  3. Olá Cristina, meu marido é piloto de avião e estamos pensando em ir morar na China, Sheenzen e Chengdu estão na nossa lista. Que bom que encontrei seu blog. Fiquei empolgada com seus relatos. Sou aberta a mudanças, mas tenho um filho de 7 anos e me preocupa um pouco a adaptação dele no colégio. Vou continuar te acompanhando. Bjs

    Curtir

  4. Olá Cristiana ,
    Tudo bem com você e sua família?
    Parabéns pelos seus artigos que são sempre muito bons e tão educativos.Você está sempre atiçando a minha vontade de passar uma longa e indeterminada temporada por estas terras. Por favor, pode me informar quanto uma pessoa gastará em media ao mês em Shan? Em dólar?Com moradia, alimentação,viagens em trem bala etc?Muito obrigada. Beijos

    Curtir

    • Olá Vera,
      Obrigada por acompanhar o blog.
      A sua pergunta é muito ampla e complicada de responder. Vai depender de inúmeros fatores – local, se vem sozinha ou com família, onde quer morar, qual seu estilo de vida. ‘Shan’ que você fala é Shanghai? Se for, já te adianto que é umas das cidades mais caras da China.
      Tem um artigo no blog sobre custo de vida, nesse post tem um link que vai te levar para um site que mostra custo de vida em diversos locais do mundo. Ele é muito bom e os preços são bem reais.
      Confere nesse link:
      https://chinanaminhavida.com/2015/07/25/china-quanto-custa-viver-desse-lado-do-mundo/
      Abraço.
      Christine

      Curtir

  5. Estou adorando viajar pelo seu blog! Chegarei com minha família para a China em julho, para uma temporada de dois anos, meu maior receio é quanto a alimentação do meu filho de dois aninhos, já morei em Cingapura e muito do que escreveu aqui é bem familiar pra mim. Só que agora tenho um mascote e isso muda muita coisa. Um abraço!

    Curtir

    • Olá Fabiana,
      Obrigada pela visita e comentário. =]
      Onde vc vai morar? se for em Shanghai, fique tranquila. Aqui tem tudo o que quiser e uma comunidade brasileira imensa. Cheia de mascotinhos…rs
      Abraço.

      Curtir

  6. Oi Christine,
    Depois que encontrei seu blog, ja te procurei no instagram e já estou te seguindo 🙂
    Gostaria de uma informação, por favor. Em agosto estarei na china, por 8 dias para um concurso.eu vou precisar muito de ter internet. Como faço para ter internet aí? para ter esse VPN? Nos hóteis aí tem wi-fi?

    Curtir

    • Olá Jakelini,
      Obrigada pela visita e comentário.
      A internet aqui existe, sem problemas. Um pouco lenta. E para facebook, google, IG, gmail, vc precisa do VPN. É um aplicativo que baixa no celular. Eu uso o Betternet. é gratuito e eficaz para seu tempo aqui.
      Abraço.

      Curtir

  7. Muito bem descrito, adorei o post 🙂 Não sabia que eles também arrotam e ainda acham que é educado. Nos Estados Unidos as pessoas vivem arrotando e desde cedo, pelo que percebi trabalhando como au pair, vi que os pais incentivam as crianças esses hábitos. Cuidava de um menino que vivia arrotando e depois falava que como os pais arrotam na frente dele, isso fazia parte da educação dele. Já ouvir falar que em outros países como a Inglaterra, arrotar tbm é sinônimo de educação haha.

    Beijos

    Curtir

    • Olá Clara,
      Conheço pessoas que conseguiram renovar sem sair da China, outras que tiveram que ir até Hong Kong e voltar para obter o visto.
      Isso vai depender da universidade e de como foi seu contato.
      A pessoa que conseguiu renivar sem sair, já tinha esse acordo com a universidade antes de chegar na China. Veio com a matricula feita e visto de turista e chegando aqui, mudou para de estudante.
      Abraço.

      Curtir

    • Olá Clara.
      Isso vai depender de vários fatores. Se você já vem com a matricula feita por uma universidade, geralmente não há problema, pois tem que entrar no país com visto de turista e depois mudar para estudante. Mas eu enfatizo: geralmente. Isso não é uma regra.
      Caso não tenha a matrícula feita, anterior a sua entrada na China, fica mais difícil. As pessoas costumam ir apara Hong Kong e voltar e isso já caracteriza saída so país.
      Mas é sempre bom vir preparada para os imprevistos. As leis e regras aqui sempre sofrem alteração.
      Abraço.

      Curtir

  8. Nunca ninguém descreveu tão bem o que e morar na China! Morei em Dongguan por quase 10 anos e estou a 4 anos nos EUA. China não se compara com nenhum outro lugar no mundo! Parabéns pelo texto.

    Curtir

  9. Oi Christiane
    Nossa descreveu perfeitamente, me vi chegando em Shenzen há um ano. Mas vale a pena, por isso, volto em dezembro. Um abraço

    Curtir

  10. Ola Christine,
    Moro a nove anos em Dongguan
    Meu filho mais velho é casado com uma chinesa e tenho dois netinhos misturadinhos kkkk
    São lindos
    Amo viver aqui e não trocaria nem pela volta ao Brasil
    Adoro teus textos
    Bjs

    Curtir

  11. Olá Christine, li recentemente que brasileiros não necessitam de visto turístico para Macau, se eu não me engano para permanência de até 90 dias. Mas quantas vezes por ano é possível entrar em Macau com essa isenção?
    Muito obrigada, adorei o blog!!

    Curtir

    • Olá Larissa,
      Sim, brasileiros não precisam de visto para Macau e Hong Kong.
      E pode-se entrar quantas vezes quiser, desde que não se permaneça mais de 90 dias em cada entrada.
      Só não sei como se dará o controle, e se vc entrar e sair muitas vezes seguidas, se vão te questionar isso. Mas a principio não há problema.
      Abraço!

      Curtir

  12. Olá Cristina…..
    Sigo o seu blog à algum tempo e a China é tal qual o que descreve.
    Quando li o comentário sobre Shangai, revivi textualmente a minha experiência…
    Fui a Shangai à 6 anos atrás, tinha a minha filha 7 anos, fomos em Dezembro, e efectivamente todas as pessoas pediam para tirar foto com ela, e muitas tiravam sem nos apercebermos….entretanto descobrimos uma pessoa, no meio de 50.000 pessoas que falava inglês, e perguntámos o porquê ?? e a resposta que obtivemos foi exactamente essa, a criança era muito diferente, loira, com pele clara e tinha um cachecol, luvas e barrete de cor verde florescente, que para eles era algo de ” very beautiful, very beautiful”… o oriente tem uma cultura muito própria e ou se aceita, ou se aceita…..
    Também conheço Hong Kong, Shenzen, Macau, Singapura e agora Pequim….

    Curtir

    • Olá Célia,
      Obrigada por acompanhar a página. Muito interessante seu relato. Hoje, em Shanghai, já não temos mais esse assédio como há 6 anos. Mas basta ter um feriado ou irmos em algum ponto turístico, que as fotos brotam…rs
      Imagino uma criança loira, como descreveu sua filha!
      Agora você vive em Beijing?
      Se vier a Shanghai, entre em contato! =]
      Abraço.

      Curtir

  13. oi!
    bom dia por aqui!
    acredita que caiu alguns pingos de chuva agora pouco?
    o calor está demais! diz a previsão que domingo já teremos chuva!
    vc sempre ensinando!
    beijo grande para vc e familia!

    Curtir

  14. Olá Cristina,
    Sigo seu blog desde que soube que me mudaria para a China, Shenyang pra ser mais exata!
    Estou chegando no início de maio, espero trocar muitas figurinhas com vc!
    Alice Costa

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s