Cenas da China real/China/Curiosidades/Dicas de Shanghai/viver na China

Convivendo com a poluição na China

Já faz tempo que algumas pessoas me perguntam porque não escrevo sobre a poluição. Na realidade, nunca escrevi pois a poluição não é algo que me incomode diretamente. Os danos que podem estar acarretados no futuro por respirar esse ar, não estou levando em conta… ainda!

Em Shanghai os níveis ficam mais altos, mas alarmante mesmo, só me lembro de uma vez em final de 2013 que fiquei incomodada a ponto de voltar para casa do meio do caminho. Essa não é a cidade mais problemática da China.

Mas essa semana, em Beijing, ocorreu um dos mais severos índices de poluição que eu já vi. Os índices de PM 2,5 passaram (e muito) dos 600. Hoje mesmo, enquanto estou escrevendo, vi que ainda estão em 254. Isso continua sendo muito perigoso para a saúde.

Num blog que sigo ‘China in Town’, a autora que mora em Beijing, publicou duas fotos da sua janela (das quais fiz um print abaixo), com a ‘paisagem’ com e sem a poluição. E realmente as imagens falam mais que palavras e que índices numéricos. E ela usou uma expressão interessante para o título do seu post: ‘airpocalipse’. Vale à pena conferir no link acima.

12336163_10205208527472837_958851274_n

Reprodução do blog “China in Town”, link acima, por JOHANNA NUBLAT.

Viver em Beijing tem sido uma aventura para as pessoas que sofrem de problemas respiratórios e, realmente um perigo para a saúde geral da população.

Mas porque essa poluição toda?

Muitos são os fatores que causam esses índices elevados. Podemos dizer que um dos mais agressivos é a queima de carvão para produzir energia. São cerca de 3,3 milhões de toneladas de carvão queimadas anualmente para suprir 79% da demanda de energia.

O outro fator que está aí, na nossa frente todos os dias, são os poluentes gerados pelos milhões de carros espalhados pelas ruas do país, como também caminhões e demais veículos motores. Escrevi um post sobre isso aqui. E já fazem alguns anos que o governo vem tomando medidas para reduzir essa demanda, como tirar de circulação  os carros mais antigos. Fiquei sabendo por uma amiga, que à partir de 2016 carros de 2007 não poderão mais rodar em Shanghai, já que os motores desses modelos ainda não obedeciam normas de redução de poluentes.

1491484_10201006361381311_1853624656_o

Foto de 2013, em Shanghai, o único dia até hoje que eu não aguentei ficar na rua.

As indústrias também tem sua parcela de responsabilidade nisso e  daí para frente parecem que as coisas viram uma bola de neve, e a poluição somente aumenta.

Tanto que entre as medidas que o governo toma, quando os índices de poluição saem do controlável é reduzir o número de carros circulando (e isso se dá com a suspensão de aulas, cancelamento de eventos de grande porte) e parar a produção das fábricas nos pontos críticos. Mas sabemos que tudo são paliativos, que fazem os índices baixarem rapidamente, mas não é a solução.

No inverno, a poluição tende a ficar mais alarmante e visível.

Como se proteger

  • O que as pessoas costumam fazer é evitar sair de casa quando os índices estão acima do aceitável, o que nem sempre é possível.
  • Existem vários aplicativos para celular que mostram os índices de poluição. Eu uso o ‘Simple AQI’.
Qualidade do ar em Shanghai e Beijing ontem a noite.

Qualidade do ar em Shanghai e Beijing ontem a noite, segundo meu aplicativo.

  • Usar máscaras – e existem uma gama delas por aqui, mas nem todas são para poluição, já que o asiático tem o costume de usá-las para se proteger do frio ou quando estão resfriados, evitando a contaminação. Dentre as que são para poluição, também existem com vários níveis de proteção. Tem que pesquisar.
  • Purificadores de ar. Também existe uma variedade imensa, com diversos sistemas de filtragem e proteção. Mas, sinceramente, acho que isso é uma faca de dois gumes, pois quando se fica muito dentro dessa ‘bolha’ protegida, o contato com a poluição tende a ser mais agressivo. Por isso acho que vale à pena ter um equilíbrio para o uso desses aparelhos.
  • E manter um controle médico sobre sua saúde, principalmente quem já sofre de doenças respiratórias. Um fato interessante é que já vi pessoas que tinham crises enormes de bronquite no seu país e aqui elas simplesmente sumiram. Mas o contrário também é realidade. Vai depender de cada um e da maneira como o organismo reage.

As cidades mais poluídas

De acordo com o China Daily, as 10 cidades mais poluídas da China são:

  • Baoding, North China’s Hebei province
  • Xingtai, North China’s Hebei province
  • Shijiazhuang, North China’s Hebei province
  • Tangshan, North China’s Hebei province
  • Handan, North China’s Hebei province
  • Hengshui, North China’s Hebei province
  • Jinan, East China’s Shandong province
  • Langfang, North China’s Hebei province
  • Zhengzhou, North China’s Henan province

Interessante que Beijing, apesar de todo o alarme, não está nessa lista. E numa lista fornecida pelo site USA Today, a capital chinesa não aparece entre as 20 cidades mais poluídas do mundo. Na realidade nessa lista não consta nenhuma cidade chinesa!

Mas vamos lembrar que tudo que acontece na China de catástrofe ou de coisas ‘erradas’, politicamente incorretas, diga-se assim,  ganha um destaque mais que especial na mídia mundial.

E você, como lida com a poluição?

Zài Jián!

Anúncios

7 pensamentos sobre “Convivendo com a poluição na China

  1. Pingback: China – Oito motivos para não mudar

  2. Pingback: O que é bom saber antes de vir para a China | China na minha vida

  3. Pingback: China na minha vida e outros blogs interessantes… | China na minha vida

  4. Como sempre você escreve muito bem.
    A Poluição é um dos meus receios sobre ir a China, ter as fotos estragadas ou voltar com problemas respiratórios …
    Ja comprei uma mascara da 3M para Levar na mala em todo caso.
    Como o Edson acima disse lembra muito Cubatão nos anos 70-80.
    Nós também já nos preocupamos mais com a riqueza que com a saúde.
    Leis ambientais mais fracas são um dos motivos das industrias migrarem para a China.
    Espero que com a entrada em operação das hidroelétrica das 3 gargantas a dependência deles do carvão diminua.
    O povo local comenta sobre a poluição?
    Aproveitando o post “Um Feliz Natal e ano Novo” para você.

    Curtir

    • Olá Aristóteles, obrigada pela visita e comentário. E sim, eu acredito que a China está num processo de amadurecimento ecológico e em outros aspectos também. Comparar com as décadas de 70/80 no Brasil é algo que sempre faço, pois a sociedade chinesa não estava preparada para o ‘boom’ de desenvolvimento dos últimos 30 anos… E vamos olhar para trás e ver quantos anos o Brasil levou para ter uma maturidade ecológica, não é?
      Grande abraço e traga sua máscara, ‘just in case’…rs

      Curtir

  5. oi!
    bom dia por aqui!
    muito interessante a matéria! lembra dos anos 70, 80, com a poluição
    de CUBATÃO, coisa que controlaram e resolveram! lembro que se olhava a praia
    e tinha nuvens vermelhas de poluição!
    os guarás voltaram para o mangue de Cubatão, e para os canais de santos e daqui
    da praia grande, as garças!
    beijo grande para vc e familia!

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s