Blog/Cenas da China real/China/Cultura Chinesa/Curiosidades/viver na China

Etiqueta à mesa. Na China também têm!

Na China, se reunir para comer é uma das principais atividades sociais, seja em família, com os amigos ou para fechar um negócio. Praticamente não existe negociação sem um bom jantar (às 17:30, claro) e muito ‘ganbei’ (aqui tem um post que explica).

Como em toda sociedade, os chineses também tem seus códigos e regras de etiqueta. Aí você pode pensar: eles cospem no chão, arrotam na mesa… Que raio de etiqueta é essa? Mas esses hábitos horríveis para nós ocidentais, para eles também são demonstração de satisfação, no caso do arroto, e não deixa de ser um código positivo dentro da cultura chinesa.

Uma pessoa que não segue as regras de etiqueta à mesa, acaba prejudicando a reputação dos seus pais, que mostra que não o educaram corretamente em todos os pequenos detalhes, muitos até supersticiosos. Geralmente os estrangeiros são ‘perdoados’ nas pequenas gafes, mas sempre vai ter uma ‘brincadeira’ não muito agradável se as pessoas forem um pouco mais intimas. Já numa reunião de negócios as coisas sempre ficam mais complicadas, apesar de também relevarem muitas coisas. Isso porque algumas regras, quando quebradas são ofensivas ao anfitrião.

Claro, que a regra mundial ‘número 1’ para essas saias justas é: seguir o mestre! rs. Vamos sentar num ponto estratégico e ir copiando o que os demais fazem. Mas claro que na China, nem tudo é tão simples assim… Então aqui ficam algumas dicas. =]

  • A cadeira de frente para a entrada (ou leste, se possível) é reservada para a pessoa do mais importante ou o convidado de honra. Em um ambiente formal, o mais perto que o convidado estiver sentado à pessoa mais importante (que geralmente é quem paga a conta), maior será seu prestígio. E isso tem uma importância fundamental na hierarquia chinesa. Os principais lugares são escolhidos e o resto se adequa ao que sobrar.
  • O mais velho ou mais importante é quem determina o inicio da refeição, levantando seus ‘pauzinhos’. Se você é o convidado de honra, podem estar esperando por você para começar. Se não é, espere!
  • Se você receber um guardanapo de pano, prenda uma das pontas debaixo do seu prato e o restante deixe cair no seu colo. Em restaurantes mais finos ou mais formais, geralmente as atendentes fazem isso para cada convidado.
jantar changchun

esse foi um jantar de negócios em Chang Chun, reparem que onde há o guardapo em pé em cima do prato, é o lugar da pessoa mais importante. E nesse caso, os guardanapos já estavam presos embaixo dos pratos.

  • Completamente diferente dos nossos hábitos, o arroz é servido em tigelas individuais, no final da refeição, para encerrar o banquete (sim, porque até chegar o arroz já rodaram uns 15 pratos na mesa).
  • A cerveja ou outra bebida, com exceção do chá, virá com a comida – e não é de bom tom ser o único na mesa a consumir bebida alcoólica (mas num jantar de negócios, isso é praticamente impossível).
  • Ao fazer uma pausa, deixe seus ‘pauzinhos’ ao lado do seu prato no recipiente apropriado para repousá-los ou diretamente na mesa. Nunca espete na comida e deixar sobre o prato quer dizer que está satisfeito e eles tiram seu prato imediatamente.
  • Levar a tigela de arroz próximo à boca para comer com os chopsticks é um hábito normal.
  • Fazer ruídos ao comer macarrão ou beber a sopa é aceitável. (sim, não se espante com a sinfonia!)
  • Cuspir pequenos ossos no prato também é aceitável, mas é mais polido retirá-los da sua boca com as mãos ou ‘chopsticks’.
  • Se não houver talheres para retirar os alimentos das travessas, e quase nunca têm, podem-se usar seus próprios ‘chopsticks’.
  • Não use os seus pauzinhos para apontar para alimentos ou gesticular no ar enquanto fala. Nem os deixe apontados diretamente para alguém do outro lado da mesa.
  • Não remexer a comida com seus pauzinhos para encontrar um bocado especial.

Mas fique atento! Essas regras aí são das quais as gafes são gentilmente perdoadas. As que vou citar agora são as tais que podem fazer o seu anfitrião rasgar um contrato! Portanto para evitar qualquer tipo de situação embaraçosa e difícil de resolver depois, como um que relato nesse post, fique atento:

  • Não se passa ou pega comida de ninguém diretamente dos ‘chopsticks’ ou pauzinhos. Isso porque o gesto é muito parecido com o passar dos ossos cremados em funerais entre a família. Se você quiser dividir o que está comendo, coloque a porção diretamente no prato do outro.
  • Não deixe seus chopsticks espetados verticalmente nos alimentos. Dessa forma eles remetem a varas de incenso queimando nos templos ou às oferendas aos ancestrais mortos. Uiiii…

Geralmente as mesas na China são redondas, sem pontas. Mas quanto maior o grupo, maior a mesa e fica difícil passar a grande variedade de comida o tempo todo. Para facilitar, é comum aqui as mesas terem um centro giratório, onde a comida é colocada e vai girando até todos se servirem do que querem. Na realidade esse centro não para de girar durante toda a refeição, já que os chineses pegam a comida aos bocados. Mas ai também tem algumas regras:

  • Evite bater ou girar o centro giratório quando alguém está tirando sua porção de comida. Isso requer que sempre estejamos atentos.
  • Manter os melhores pratos (ou seja, a carne ou peixe) próximos a si mesmo é considerado rude. Permita-lhes para circular a mesa antes de servir-se novamente.
jantar changchun2

O centro giratório, nesse caso, era motorizado, pois a mesa era grande demais e o vidro pesado. O motor tem uma velocidade baixa e constante, onde é possível tirar a comida enquanto ela está na sua frente. Só não dá para bobear com a destreza de manusear os chopsticks.

jantar

Essa é uma mesa mais comum em restaurantes mais populares. =]

E na hora de pagar a conta? Como no ocidente, aquela discussão do deixa que eu pago, também existe. Mas… Nunca insista mais do que uma ou duas vezes se você foi convidado. Isso por que:

  • Não permitir que o seu anfitrião pague a conta é considerado extremamente rude, pois se insinua que ele não pode pagar. Defenda a oportunidade de pagar, mas ceda, aceitando a hospitalidade de seu anfitrião.
  • Por outro lado, nem sequer se manifestar a pagar a conta, insinua que o seu anfitrião lhe deve alguma coisa.
  • O educado é se oferecer para pagar, depois aceitar que o anfitrião pague e por fim, agradecer e demonstrar o quanto se sentiu honrado com o convite.

Bom, agora já podem encarar um jantar chinês básico. Como recusar as ‘iguarias’ que vão te oferecer ou os 500 brindes que vão querer fazer, é outra história!

Zài Jiàn!

 

 

Anúncios

17 pensamentos sobre “Etiqueta à mesa. Na China também têm!

  1. Pingback: Negócios na China também tem suas regras | China na minha vida

  2. Pingback: Curiosidades da mesa chinesa | China na minha vida

  3. Pingback: Kuàizi (chopsticks ou hashi) – os famosos pauzinhos chineses. | China na minha vida

  4. Christine,
    gostei muito desse artigo e dei boas risadas só de imaginar os arrotos e a sinfonia tomando sopa. Que fique claro: não tenho nada contra, mas acho muito interessante ver como o que pode ser bom num lugar pode ser péssimo em outro.
    Percebi que já cometi uma falta gravíssima, mas como o restaurante chinês era na Alemanha, nem devem ter notado (assim espero) que houve um troca-troca de comida diretamente com os chopsticks… Grave, né? 😉
    Um grande abraço,
    Lu

    Curtir

  5. Nossa Chris, quantas regras. Fiquei meio perdidinha aqui e se um dia eu for à China não sei se conseguirei me portar tão bem hehe. Agora a questão do arroto… com certeza eu teria uma crise de riso à mesa e seria convidada a me retirar. Não gosto de cheiro de geladeira! 😀

    Curtir

  6. Christine, a gente se acostumou tanto com o fast-food (que deseduca a gente) que esquece de imaginar a etiqueta na China. Nossa, aprendi muito com essa sua postagem. Muito bacana mesmo, Chris.
    Um abraço grande para vocês aí.
    Manoel

    Curtir

  7. Chris,
    Agora fiquei com medo de ir a algum restaurante na China. Menina eu sou sem modos. Agora uma coisa muito igual a minha casa é que só podíamos começar a comer quando Papai dava o sinal, e só podíamos nos levantar quando Papai tinha terminado de comer.
    Você acredita que eu sinto muito falta disto? Era tão natural para mim que nunca me incomodou.
    Mas agora, eu vou precisar me disciplinar muito para me alimentar em um restaurante na China.
    Gostei demais do post. Obrigada
    Beijos

    Curtir

    • hehehe… Lola essas são as regras, mas sabe como é. SE não for um jantar de negócios, se vc vier só a passeio, relaxa… aqui em Shanghai então…
      No interior e em ocasiões formais que a coisa pega! =]
      Beijo

      Curtir

  8. ….oi! eu estarei numa situação super complicada, pois nos nossos códigos, não sei uma porção de coisas, ai vão me cortar a cabeça! rsrsrsrsrsrsrsrsrsr
    …………..aqui caloooorrrrrrrrrrrrrrr! hoje no jornal, confirmaram que vamos tr chuva no final de semana! as plantas estão começando a secar e, já estão pedindo para economizar água!………….beijo grande para vc e familia!

    Curtir

  9. Oi Christine
    Quando fomos à China, eu, minha namorada e o pai dela, em busca de fornecedores para a empresa dele, decidimos tudo em cerca de 3 meses. Não tivemos muito tempo para planejar e buscar informações.
    Em Yixing, nós, nosso intérprete chinês e a diretora de uma grande indústria local almoçamos em um restaurante sofisticado (e provavelmente caro), em uma sala reservada. O lugar parecia bastante formal e tínhamos pelo menos umas três mulheres bem vestidas nos servindo. Muito do que você escreveu no post se passou conosco. Conto nesse post lá do meu blog: http://meusplanosdeviagem.wordpress.com/2011/06/11/negocios-da-china/
    No início do almoço ficamos observando como ela e o nosso intérprete procediam e depois imitávamos. Apesar da nossa anfitriã ser muito educada, gentil, falar muito bem inglês e fazer de tudo para nos deixar à vontade, ficamos um pouco tensos. Tanto que não tiramos nenhuma foto nesse almoço (e olha que eu geralmente tiro muitas fotos, de tudo). Depois, quando começamos a conversar, fomos nos soltando mais, mas mesmo assim eu sempre perguntava o que era adequado fazer (para me servir, como comer determinado prato…) e ela sempre respondia gentilmente que eu podia fazer como quisesse. Usamos muito do bom senso e no fim acho que nos saímos bem.
    Uma coisa que eu acho essencial e que notei que os deixa muito felizes é elogiar a comida deles. Eu e a Dani, minha namorada, provamos de tudo, tudo mesmo, sem restrições. Havia comidas realmente muito diferentes. No geral, gostamos de pelo menos 95% do que comemos. Quando pedi o pé de porco cozido a nossa anfitriã exclamou: “Oh! You are brave!”.
    No fim, para demonstrar que ela tinha gostado da nossa atitude receptiva ela nos confidenciou em tom de crítica que muitos clientes/convidados estrangeiros preferem ir ao McDonald’s! Respondemos que além de ser rude fazer isso é perder uma grande oportunidade de provar a cozinha deles, tão variada, diferente e gostosa.
    Na hora de pagar nós nos oferecemos, mas ela recusou e nós insistimos apenas uma vez. Depois, prometemos à ela um jantar no Brasil (que estamos devendo até hoje).
    Lembro que sentei de frente para a porta. Que honra!
    Muito legal o post!
    Abraço

    Curtir

    • Muito legal seu relato Arnóbio. Adoro quando algum leitor complementa o post com a sua experiência pessoal. =]
      E vc tem toda a razão: eles amam quando elogiamos a comida, o restaurante onde nos levaram, essas coisas.
      Em Chang Chun esses jantares em salas fechadas eram mais comuns para nós. Em Shanghai já não é tão comum, e quando eles convidam estrangeiros acabam levando em restaurantes hineses mais ocidentalizados. No interior (a China real, como sempre escrevo) é que vemos os costumes mais perto.
      Obrigada e vou ler seu post.
      Pena que não tem foto! =/
      Fica para a próxima!
      Abraço.

      Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s