Aprender Mandarim/Blog/Cenas da China real/China/China na NOSSA vida/Cultura Chinesa/Curiosidades/viver na China

‘Causos’ reais de quem vive na China com o mandarim

Hoje recebi um comentário no blog de um rapaz que me dizia que falar chinês era muito fácil. E realmente eu tenho que concordar com ele: pais chineses, nasceu no Brasil, veio com 3 anos para a China e voltou ao Brasil com 12 anos.

Gente, nessa idade e ainda com o idioma base da família sendo o mandarim, até eu ia aprender! Morri de rir e respondi para ele que, apesar de achar muito simpático o incentivo dele, não era justo… ele tem ‘milhões de milhas’ de vantagem para mim, pobre mortal que e mudou para a China com 40 anos!

Bom, mas como sempre digo: tem dias que as coisas acontecem em sequência e você nem acredita. E assim foi.

Logo depois de ler e responder essa mensagem, abri meu facebook e uma amiga (que sempre colabora com o blog , a Camilla) republicou uma passagem que teve numa viagem a Sanya (sul da China) logo que mudou para cá.

E olhem só as confusões desse idioma fácil, fácil (sqn):

“Estamos em Sanya, uma cidade na província de Hainan na China, uma ilha muito legal e com praias maneiríssimas, água do mar azul, quentinha, sem ondas, coqueiros e um jeitão de Brasil maravilhoso!!! Ah, sem falar dos coqueiros, doces típicos feitos com polvilho, por algumas vezes me sentia no nordeste… Foi quando pensei: clima, solo e polvilho = mandioca! Hummm, vou comprar alguns quilos e levar pra Shanghai! Já estava sentindo o sabor!

Perguntei na recepção do hotel: Tem ‘mushu’ aqui?

E o jovem disse: Sim!! Vou mandar trazer e a senhora decide quanto irá querer!

Nem acreditei!! Mandiocaaa…

Logo veio o ajudante e disse:  Está aqui.  Pode escolher quantos pentes você quer!

Para não ficar mal, peguei um e sai rolando de tanto rir!

E aprendi que ‘Mùshǔ – 木薯’ mandioca, é diferente de ‘Mù shū 木梳’ pente (de madeira)!”

Bom, por aí dá para vocês terem uma ideia de como a entonação das palavras pode ser crucial no seu diálogo. E vamos combinar que ela deu sorte… podia ser um engano bem mais comprometedor… uiiii!

Mas não para por aí, como vocês podem ver no gráfico abaixo, existem vários tipos de ‘mushu’! Mas o melhor é descobrir que tapioca é Mùshǔdiánfen!

170315346148400667

Uma coisa leva a outra… e mais outra

Só que uma coisa leva a outra, e lembrei de mais um desses equívocos que nos rendem boas risadas… depois! Sim, porque depois que passa a gente ri… sempre!

Lá na época de  Chang Chun, um amigo do meu marido, que estava iniciando as aulas de mandarim, todo orgulhoso, depois do jantar disse aos colegas na mesa:

– Hoje eu vou pedir a sobremesa (que naquela época, naquela cidade, invariavelmente era melancia).

Chamou a garçonete e disse: – Pode trazer ‘xi gua’ para todos.

E em poucos minutos, volta a moça com a mão cheia de canudos e distribui para cada um que estava na mesa.

Imaginem a cara de todo mundo, olhando para ele… e a cara dele de ‘não sei o que está havendo’ e no final muita gargalhada e mais uma história das aventuras de viver na China para contar.

No final, também aprenderam que ‘Xīguā – 西瓜’ melancia, é diferente de ‘Xīguǎn – 吸管’ canudo.

63886658880299514

Mas o que fica disso tudo

Só posso dizer que é uma língua difícil. Fato. Esses ‘risquinhos’ acentos que definem a entonação, fazem toda a diferença. Já expliquei isso aqui.

Agora, aprendi que reconhecer os caracteres facilita muito o entendimento. Vocês podem notar, que nos dois casos, as palavras eram parecidas, apesar da diferença de tons, mas os caracteres são completamente diferentes.

Por isso que os chineses, mesmo falando entre eles, quando o interlocutor não entende a palavra, eles costumam desenhar o caracter com o dedo no ar ou na palma da mão.

Ok, isso ainda não refresca nada para mim… mas estou caminhando. Já reconheço alguns.

E você que está ou esteve por aqui, já passou alguma situação semelhante? Conta para nós…

Zái Jián!

Colabore com a gente! Faça sua reserva (para qualquer lugar do mundo) clicando no logo do Booking.com acima ou na lateral da página. Xie xie! Obrigada!

Colabore com a gente! Faça sua reserva (para qualquer lugar do mundo) clicando no logo do Booking.com acima ou na lateral da página. Xie xie! Obrigada!

Anúncios

5 pensamentos sobre “‘Causos’ reais de quem vive na China com o mandarim

  1. Adorei!!!
    Não é tão fácil assim(!), é melhor não pagar mico.
    Para a Camilla, tudo bem…foi pegar e sair andando, e ainda rindo.
    Mas o sr. de Chan Chung deu peninha.
    Bjs

    Curtir

  2. oi! bom dia!
    delicia de matéria!

    mas volto a afirmar que voce ainda vai falar ler e escrever em mandarim!
    escrever com pincéis e tudo!…..
    beijo grande para vc e familia!

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s