China/China na NOSSA vida/Curiosidades/Palestras e Assessoria intercultural/Viagens/viver na China

Cidades Chinesas: Como é viver em Suzhou

Esse é o segundo  artigo do Projeto ‘Viver na China’, que escrevi aqui, há algum tempo. Como é um projeto em parceria com pessoas que vivem em cidades chinesas, respeito o tempo de cada uma para me enviar o material, o que faz com que os artigos sobre as cidades fiquem espaçados em questão de tempo. O que vale mesmo é ter a informação e assim, vamos publicando quando o material chegar. Só para lembrar, a primeira cidade foi Harbin.

Se você mora em alguma cidade chinesa e quer participar desse projeto, me escreva. Todos são bem vindos!

Hoje vamos conhecer Suzhou, através do relato da Daniele T. Vieira Fumo Fernandes. A cidade é bem próxima de Shanghai, mas tem muitas diferenças em relação a vida do estrangeiro. O bom é que se pode morar numa cidade mais calma, com um custo de vida menor que a metrópole e, ao mesmo tempo, estar somente a 25 min de Shanghai. Eu diria que é juntar o útil ao agradável.

Sobre o custo de vida em Suzhou, dá para saber um pouco mais no NUMBEO, além de comparar com outras cidades chinesas ou não. E os comentários de outros usuários também vale como dica.

Partindo de um ‘esquema’ onde vamos tentar mostrar o que a cidade tem de melhor, como o estrangeiro pode se adaptar, a comunidade de expatriados etc, cada colaboradora está colocando suas impressões pessoais.

Então vamos lá? Com a palavra, Dani!

 

Como é a cidade

Suzhou é uma cidade localizada ao sudeste da província de Jiangsu, na China. Tem a população estimada em 12 milhões de habitantes, na grande Suzhou.

A distância de Suzhou à Shanghai é de 83km, em torno de 1h30min de carro. Tem como opção ir de trem rápido, o que leva em torno de 23min. Já a distância de Suzhou para Beijing é de 1.192km, tendo como opções trem ou avião.

Tornou-se uma cidade central da zona econômica do Rio Yangtze, dada a alta contribuição do PIB para a China. Famosa no comércio da seda, é um lugar de lindos jardins e canais.

WeChat Image_20171206073836

Suzhou também tornou-se importante centro de fabricação de alta tecnologia de joint venture e, atualmente, possui uma das economias mais populares do mundo.

Vale a pena conhecer esse encanto de cidade, dividida em sua área modernizada do Suzhou Industrial Park e na tradicional Suzhou Old Town.

Para quem gosta de jardins, segue uma lista dos jardins clássicos de Suzhou: – The Humble Administrator’s Garden; – The Garden of the Master of the Nets; – The Lingering Garden; – Mountain Villa with Embracing Beauty; – The Lion Forest Garden; – The Surging Wave Pavilion; – The Retreat and Reflection Garden; – Small Classical Gardens; – The Former Residence of Poet and Scholar Yu Yue in the ancient Liuhuafang Block; – Tarrying Garden; – The Garden of Pleasure; – Moonlight Over the Lotus Pond; – The Couple’s Garden Retreat.

WeChat Image_20171206073840

Atrações Turísticas que vale a pena visitar

GUANQIAN STREET: É uma rua antiga e localizada no centro de Suzhou (Old Town). É considerada uma atração, pois mistura negócios, cultura, religião, lojas e comidas locais chinesas. A rua possui 760 metros de comprimento, com centenas de lojas, restaurantes e o Templo “Xuanmiao Taoist”.

 

PINGJIANG ROAD: Rua antiga e charmosa, uma das ruas de canais que inspirou Veneza, com diversas lojas que mantém estilos arquitetônicos tradicionais, artesanatos e alguns restaurantes. Tem também cafeterias do estilo ocidental com menus ingleses, internet e livros em inglês.

wechat-image_20171206073852.jpg

SHANTANG JIE: É outro ponto turístico de Suzhou considerada a “Veneza da China”. Shantang Jie é cercada por rios e pequenas pontes, com barcos de madeira à deriva, onde o passeio com esses barcos passa por inúmeras residências e lojas à beira do rio. É um lugar bem turístico, ideal para passear, experimentar todos os tipos de lanches locais e adquirir muitas lembrançinhas como gravuras em madeira, pedras e bordados. Uma rua antiga, linda e famosa que à noite fica encantadora quando vista com a iluminação das lanternas vermelhas. A rua reflete a prosperidade do presente e da era passada.

 

PAN MEN SCENIC AREA PARK: Um famoso marco histórico de Suzhou. É conhecido pelos três marcos: Pan Gate, Ruiguang Pagoda (mais antiga de Suzhou) e Wumen Bridge. Pan Gate faz parte da antiga muralha da cidade que cercava e protegia Suzhou. Existem muitos jardins, pavilhões e lagos espalhados por toda área. É um lugar muito agradável.

WeChat Image_20171206073905

LIGONGDI: Localiza-se às margens do Jinji Lake. É um lugar com arquitetura antiga e elegante. As ruas são comerciais de estilo internacional que inclui recreação, turismo, lazer, cultura e, ainda, com diversos restaurantes internacionais e chineses tradicionais. Possui templos e pontes que passam pelo lago, bem como muitos canais, onde vê-se muitos barcos e jet ski. À noite tem-se uma maravilhosa e requintada iluminação.

WeChat Image_20171206223724

MUSEU DE SUZHOU: Para quem gosta de história, vale a pena conhecer o Museu de Suzhou, que possui uma área de exibição de 2.200 metros quadrados, mais de 15mil peças em suas coleções (pintura antiga, caligrafia, cerâmica, artesanato, relíquias descobertas e revolucionárias). Também possui mais de 70mil livros e documentos. É muita história para conhecer.

SUZHOU FERRIS WHEEL: É um parque com brinquedos para crianças e a linda roda gigante da cidade com uma bela vista.

WeChat Image_20171206073913

MOON HARBOR: Localizado no Suzhou Industrial Park, é um local que fica às margens do Jinji Lake, com muitos restaurantes e cafés. Você pode almoçar apreciando a linda vista do Jinji Lake e do Portal do Oriente (a famosa “calça”).

 

SUZHOU CENTER: Recentemente inaugurado (Novembro/2017) vale a pena conhecer este belíssimo e moderno shopping em Suzhou, localizado junto ao Portal do Oriente.

WeChat Image_20171206073924

Comunidade Estrangeira

Suzhou é considerada uma cidade internacional. A comunidade de expatriados é bem grande, incluindo muitos brasileiros. A grande maioria reside no Suzhou Industrial Park (SIP), uma área relativamente nova, com escolas, restaurantes e muitas indústrias internacionais. Nesta área do Suzhou Industrial Park os chineses, em geral, falam inglês, o que facilita a vida dos estrangeiros.

Como eu (Daniele) vejo a China

Antes da mudança muitas pessoas questionaram se realmente eu viria morar na China, mesmo deixando de lado a minha carreira, mesmo ficando longe da família, mesmo com a diferença de cultura e dificuldade no idioma local, mesmo com um filho de apenas 3 aninhos nos braços…

Sim, eu vim e aceitei o desafio junto com o meu marido!  Vir para a China tem ganhos e perdas, mas no balanço o saldo é de felicidade por estarmos em família aqui, com quem amamos!

O frio na barriga foi grande, desde o contato com brasileiros antes da mudança (através do Skype e WhatsApp), até a chegada. A ansiedade e, ao mesmo tempo, o medo tomavam conta de nós, que viemos com nosso filho pequeno.

Chegando aqui, o desafio maior que enfrentamos foi o idioma. Diante disto, senti que, obrigatoriamente, teria que estudar para tentar “sobreviver” nesse país.

O outro desafio foi a adaptação do nosso filho na escola internacional, onde só se fala inglês e mandarim. Após umas semanas, muita conversa e paciência, deu tudo certo! Hoje ele está bem e adaptado, adora os amigos, adora ir para a escola. Fala inglês fluente e mandarim.

Aqui na China o desafio maior foi meu, pois tive que “iniciar uma vida nova”. Estudei e tirei a carteira de motorista chinesa,  estudei mandarim na Universidade de Suzhou (não falo chinês, mas entendo um pouquinho e consigo falar algumas palavras, ou seja, sobrevivo!), resolvo rotinas diárias de um lar doce lar, dou aula de português para chineses (inclusive, uma criança chinesa que morou no Brasil), estudo inglês, sou mãe e esposa! Ufaaaa!!!

Tenho uma rotina super puxada, como sempre tive no Brasil (onde eu trabalhava) e sempre brinco dizendo ao meu marido: “Quem tem boca vai à China”, e eu vim! Falo isso pois sempre faço amizades onde vou, peço ajuda se preciso e já conheci muitos lugares e estrangeiros aqui em Suzhou.

Apesar da grande diferença de cultura, dificuldades com o idioma, algumas (ou muitas) vezes precisamos de ajuda para tradução, comprar algo que requer cuidados, ir ao hospital.

A China me surpreendeu positivamente! Tem muita coisa que difere da nossa cultura, algumas relevamos, outras nos indignamos e assim vai. O importante é estarmos bem conosco e certas da decisão.  Aí a vida caminha bem aqui…

A cada dia aprendo a ter mais e mais paciência e entender que estamos no País dos chineses, onde devemos respeitar a cultura local. Respeitar não quer dizer aceitar. Você aceita ou não, se quiser, pois a escolha é de cada um. Cada pessoa tem uma vida, um desafio e uma visão da China, e esta é a minha visão.

 

Daniele T. Vieira Fumo Fernandes, Advogada no Brasil, Professora de Português na China, mãe do Arthur com 5 aninhos e esposa do Rodrigo. Mora em Suzhou faz 2 anos e meio. Aceitou o desafio de morar na China em decisão conjunta com o marido, que foi expatriado por uma empresa brasileira.

Então é isso. Em breve vamos descobrir como é viver por toda a China!

Zài Jián!

Anúncios

4 pensamentos sobre “Cidades Chinesas: Como é viver em Suzhou

  1. Parabéns Christine, acabei de ler seu livro, realmente é inspirador.
    Estou passando um tempo na Ásia, kuala Lumpur(Malásia),onde meu filho mora. Identifiquei muitas coisas do seu livro na cultura chinesa, apesar de estar em um país Malaio, os chineses aqui estão por todos os lados. Fiquei empolgada para conhecer mais de perto esse país, você retrata sua experiência de vida na China com muita verdade e carinho. Abraços.

    Curtir

    • Obrigada! ❤
      Estive em KL em outubro, adorei a cidade. E vc tem razão, os povos asiáticos tem muito em comum, muitos dos costumes são repetidos dentro de cada contexto.
      E venha a China, tão pertinho, vc irá se surpreender.
      Abraço.

      Curtir

  2. Muito legal ler a história dessa amiga tão querida que trabalhava como advogada comigo aqui no Brasil. Feliz por ela ter superado essa mudança tão grande e por terem se adaptado bem no país. E sem dúvidas para o pequeno Arthur é uma experiência de vida sensacional. Parabéns Dani!

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s