Blog/Cenas da China real/China/Cultura Chinesa/Curiosidades/viver na China

Cenas da China Real…

Existem algumas coisas que acontecem por aqui que até hoje, após quase 9 anos, ainda me trazem sensações de susto, às vezes raiva, outras impotência. Algumas vezes, depois da incredulidade com o fato, vem o acesso de riso. Mas daqueles de te fazer relaxar e lembrar-se do momento por muito tempo.

Mas todas essas sensações, hoje não representam tanto o espanto pelo que vejo, porque já consegui entender alguns mecanismos do raciocínio e o ‘modus operanti’ chinês (ao menos, me esforço para). Representam, sim, algo que não sei explicar direito, mas ficam entre admiração pela maneira simples, às vezes até banal, como eles resolvem os problemas e, ao mesmo tempo, frustração por perceber que nunca conseguiremos entender isso direito. Seja porque é difícil para nós que fomos educados a questionar, ver a atitude de pessoas que foram educadas para cumprir as ordens, seguir as regras e nunca questionar.

E olha que eu leio, procuro pesquisar, conhecer, buscar as respostas. E, apesar disso ter me proporcionado muito mais entendimento, paciência e condições de conseguir viver na China, em determinados momentos toda essa teoria vai por água abaixo. E ai, ficamos em alerta. Depois vem o remorso, porque afinal eu sei, ao menos superficialmente, o que é a mente humana e a influencia de um dogma, de um estigma por gerações. Dada à devida proporção, foi mais o menos o que a religião católica fez na época da inquisição. E nas minhas divagações filosóficas vejo que o ser humano ainda está anos luz de ser perfeito, justo e imparcial. Não importa a raça, nacionalidade, religião, idioma. A história nos mostra isso em diferentes épocas e com diferentes grupos sociais.

Mas… vamos voltar ao ponto. Toda essa divagação para contar mais ‘um causo’ comprovadamente real da nossa vida aqui do outro lado do mundo. Tanto que depois de ponderar o ocorrido e lembrar outros tantos relatos de amigos e conhecidos, de fatos que vivemos ao vivo e a cores, muitos relatados aqui, resolvi criar uma nova categoria no blog: ‘Cenas da China Real’. Sim, porque contando para quem nunca pisou aqui, pode até parecer piada. Mas não é piada, não é invenção e muito menos exagero. É assim que o chinês vive, pensa e age. E os esquisitos, por mais estranho que você possa considerar, somos nós os laowai, estrangeiros, que não entendemos nada do estilo de vida deles. =]

483127_4848822252868_732927639_n

Um casal de amigos, que já viveram em Shanghai, veio nos visitar no final de semana. Hoje ele está trabalhando novamente na China, mas a família não voltou, já que o local é bem afastado de Shanghai. Conversa vai, conversa vem, caímos no tópico inevitável na conversa de todo estrangeiro aqui: o modo de raciocínio chinês, principalmente no trabalho (que na realidade não difere em nada do modo usado na vida diária; só as consequências que acertam em cheio o padrão ocidental de atuar). E veio a história, como exemplo, que causou esse questionamento pessoal.

O local é Qinzhou, província de Quangxi. Sul da China. No local que ele trabalha só havia o tradicional banheiro chinês, bem limpo para os padrões do interior da China, e ele pediu para a assistente ‘se ela poderia providenciar um vaso sanitário que se pudesse sentar’, na realidade é esquisito, mas a expressão usada foi ‘sitting toilet’, já que de outra forma ela não entenderia.

Como todo bom chinês, ela disse que faria isso sem nenhum problema. E chinês sempre diz isso. Expressões como ‘não posso’, ‘não vou fazer’ ou qualquer outra resposta negativa, nunca são usadas. No máximo um sutil ‘será complicado’. Se você ouvir isso de um chinês, pode levantar as antenas e esperar. Provavelmente ele sumirá do mapa e mandará um terceiro com uma desculpa, para que não ‘perca a face’.

No dia seguinte ele chegou ao escritório e perguntou se ela havia providenciado a mudança, e ela respondeu que já estava pronto. Olha gente, chinês é rápido, eles levantam um prédio da noite para o dia, mas trocar um vaso sanitário, encanamento, assim? E para surpresa dele, quando abre a porta do banheiro, se deparou com isso:

486042_4848840653328_254994866_n

Agora me digam: não é para chorar de rir? E o melhor, já cansei de ver essas cadeiras/assentos sanitários no Carrefour, wall-mart e tantas outras lojas. Mas nunca havia visto em operação! Acho que é a opção para as pessoas de muita idade e/ou doentes que não podem se abaixar de cócoras, que é a posição padrão na China para tudo!

Outra história muito divertida de banheiro aconteceu na fábrica que o Mário trabalhava em Chang Chun, mas infelizmente não temos fotos, pois na realidade ocorreu durante a obra do prédio, antes de mudarmos para a China. Quem contou ao Mário foi o colega que ele substituiu, porque se aposentou. Deve ter acontecido entre 1998 e 2000 (e isso faz uma imensa diferença, já que a China teve um desenvolvimento gigantesco após esse período): Vistoriando a obra e percebendo que não havia banheiros ocidentais, ele pediu ao responsável que providenciasse ao menos 2 vasos sanitários para quando os visitantes estrangeiros viessem à fábrica, um no banheiro masculino e outro no feminino. Claro que nem passou pela cabeça dele explicar nada. Depois de um tempo, ele foi perguntar se haviam instalado, se estava tudo certo. O responsável, disse que havia sido muito difícil o trabalho, mas com muito esforço e dedicação (outro padrão chinês de resposta) eles haviam conseguido instalar o vaso, e que só não entendia porque era tão fundo (?!?). Ele foi conferir, porque não havia entendido a colocação e, quando abre a porta (sempre o suspense da porta…), dá de cara com o vaso sanitário ocidental enterrado no piso!!! Dá para imaginar a cena??? Tá explicado porque eles queriam saber ‘porque os complicados dos laowais’ precisavam fazer um vaso tão fundo se o deles era muito mais simples e prático?

Sim, isso aconteceu! De verdade…

No post do dia 14/10/2010, nesse link, tem mais curiosidades sobre banheiros na China!

Zái Jiàn!

Anúncios

24 pensamentos sobre “Cenas da China Real…

  1. Meu Deus, to passando por isso. Vim norar em Jiangmen com junto com meu esposo e a família dele q são chineses e me providenciariam um “vaso” desses kkkkkkkkkkk muito tenso…….

    Curtir

    • Oi Daniele!
      Caramba! Espero que logo vc consiga ir arrumando um jeito de se adaptar. Um dia por vez, por cada dia é uma batalha diferente. Sempre digo que temos que matar (ou domar) um dragão por dia!
      Mas depois que passa a gente ri…e aprende muito com essa vida chinesa!
      Abraço

      Curtir

  2. Christine quando olhei pensei que iria falar sobre algum presídio na China, mas não, era mesmo o padrão dos banheiros. Esse tipo de sanitário aqui no Brasil só existe em presídios. O porque também não sei.
    Já li também um artigo uma vez que descrevi que nós ocidentais fazíamos nossas necessidades em posição errada e que o correto era essa aguachada como eles fazem.
    Super interessante essa postagem. 🙂

    Curtir

  3. Olá, parabéns pelo Blog. Estou pensando em ir à China (Pequim, Zhangjiajie, Xian) ano que vem. Será que nos hoteis internacionais são assim também?

    Curtir

    • Olá Lucas,
      Obrigada pelo contato.
      E fica tranquilo. Os hotéis internacionais não são assim não. Todos estão nos padrões ocidentais! Venha que você não irá se arrepender… e inclui Shanghai no seu roteiro! =]
      Abraço.

      Curtir

  4. Republicou isso em China na minha vidae comentado:

    Continuando a proposta de reblogar algumas postagens marcantes e/ou interessantes do blog, eu me deparei com essa: ‘Cenas da China Real’, que me inspirou a criar a tag com o mesmo nome.
    Sim, a China real, pois viver em Shanghai é viver numa China mais ocidentalizada, onde os costumes, ao menos na ‘bolha internacional’ se confundem.
    Você pode andar por uma rua onde as pessoas cozinham na calçada e virar a esquina e entrar num shopping center onde a loja mais simples é uma Prada.
    Saindo daqui as coisas são um pouco diferentes…
    E essa história de banheiro, ainda é um fator que nos pega de jeito: não temos estrutura para usar. Fato!
    Bom, descubram a história e se quiserem saber de outras, é só clicar no link no alto da página: Cenas da China real!
    Zái Jián!

    Curtir

  5. Muito bom seu blog, moro atualmente em Shenzhen e realmente deparamos com cada coisa aqui na China mas essa da privada enterrada foi demais…Beijos e parabéns, to lendo vários posts seu…

    Curtir

  6. Pingback: Um Passeio por Xiamen, China | Trotamundos

  7. Chorei de rir, Chris!!! Quanto mais leio os seus textos, mais chego à conclusão que isso é o modus operandis oriental… Não é possível!!! A privada móvel é ótima, mas isso dos asiáticos não conseguirem dizer o não… Eu já quis morrer com isso! Escrevi sobre isso em um post no Brasileiras pelo Mundo e espero que a Ann o publique logo… Um beijo!

    Curtir

  8. Gostei da foto da privada, muito original, nunca tinha visto algo assim. O que escutei no Japão é que os japoneses preferem esses banheiros porque acham mais higiênico, pois ficando de cócoras não há contato com o vaso sanitário.

    Curtir

    • O duro Zari, é que não fomos educados para essa posição. Os chineses ficam de cocoras desde bebes, para tudo: se estão no ponto de onibus, estão de cocoras, conversando no meio do shopping, jogando, descansando, dormindo…hehehe
      o9brigada pela visita!

      Curtir

  9. Cris adorei a estoria dos banheiros !!! As vezes a gente não acredita mesmo – ainda bem que vc mandou fotos . Estou te seguindo religiosamente … Bjs candida

    Curtir

  10. ……..é realmente muito diferente! Mas me lembrei que no meu terceiro emprego, na RODHIA TEXTIL, em Santo André (junto, funcionava a Valisere), nos banheiros eram privadas turcas, iguais a essas! Não sei pq os franceses usavam esse tipo de sanitário, apesar que nunca entrei noutros setores para saber se tudo era igual!…
    …………mas cada um com seu jeito! Agora enterrar um vaso sanitário dos nossos no chão, é meio complicado e, será que nunca viram uma foto, propaganda, pois se tem lá para vender!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    ………………beijão para vc e familia!

    Curtir

  11. Hahaha achei o máximo! Lembrei de quando eu cheguei aqui, e no Carrefour nos deparamos com essa “privada móvel” e eu morri de rir… Temos até uma foto no mercado com ela! heheh Beijos!

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s