Cenas da China real/China/Curiosidades/Dicas de Shanghai/Viagens/viver na China

Rota 71 em Shanghai

Muito já falei da qualidade do transporte público na China. A infinidade de linhas de ônibus e metrô, os trem de alta velocidade que cortam o país, a facilidade de acesso a todos os serviços e o preço muito convidativo.

Sou uma usuária assídua das bicicletas de aluguel e do metro. Quando estou sem carro, muitas vezes prefiro usar esses meios de transporte ao invés de taxi – uma questão de autonomia, já que com o motorista do taxi nem sempre consigo me entender… Mas confesso, que de ônibus nunca havia andado.

Só que desde fevereiro de 2017, começou oficialmente a funcionar a ‘Rota 71’, que é um ônibus elétrico (trólei) que anda por baixo dos viadutos da Yan’an Lu, uma avenida/elevado, que corta Puxi de lado a lado e termina no Bund.

O objetivo maior desse ônibus é desafiar o congestionamento diário desse corredor viário, com uma faixa exclusiva para ele e vários pontos onde as pessoas embarcam e desembarcam. Geralmente esses pontos ficam em locais de acesso fácil (ou bem próximo) de estações de metro, para facilitar a continuidade da jornada.

A faixa exclusiva para os tróleis é vermelha e as multas por invadir essa pista serão de RMB100,00, com exceções feitas para ambulâncias, bombeiros e carros de polícia em situação de emergência (com a sirene ligada).

A rota, de 17,5 km, inclui 25 paradas e passa por quatro distritos de Puxi: Huangpu, Jing’an, Minhang e Changning. O tempo médio do percurso total é de 60 a 70 minutos com as paradas, e o valor é de RMB 2,00 (cerca de 1 real).

Desafio de melhorar o tráfego

Como já escrevi, objetivo do novo sistema é fazer o transporte em torno de Shanghai mais rápido e fácil. Cada ônibus alcança uma velocidade de 18-19 quilômetros por hora – duas vezes mais rápido do que outros ônibus da cidade, que enfrentam o trafego normal entre os carros.

A rota funciona das 5:30 as 23:30pm.

Para o turismo

Os ônibus são extremamente limpos, com ar condicionado e auxiliar de bordo – um funcionário uniformizado que ajuda os idosos, mães com crianças, tira as dúvidas dos passageiros e vai dando informações das paradas e tempo da rota.

O pagamento pode ser feito com o cartão de transporte da cidade (que é usado para taxi, metro, ônibus e balsa) ou dinheiro. Não há cobrador, tudo é feito numa máquina na entrada do veiculo.

Sendo assim, com todas essas facilidades, vale à pena pegar esse ônibus e atravessar a cidade, e escolher os pontos turísticos que mais te interessam para descer. A Rota 71 passa pelo Jin’an Temple, Shanghai Museum, Xintiandi, People Square (uma quadra da Nanjing Pedestrian Street) e termina no Bund. Esse ponto final fica a uma distância bem pequena do Yu Garden, sendo possível ir a pé sem susto.

Então, porque não aproveitar esse transporte interessante e barato para conhecer um pouco mais da cidade?

Mais uma dica de turismo local em Shanghai!

Aqui no blog também tem um artigo de como fazer turismo de metro em Shanghai.

Gostaram? Deixem seu cometário aqui no final do artigo, curtam e compartilhem com seus amigos!

Zái Jiàn!

Tem curiosidade de saber mais como é viver na China.

Nesse link você pode adquirir o livro – China na minha vida – O que aprendi com o Dragão.

18193871_1510753465633619_4857218762978878562_n

 

 

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “Rota 71 em Shanghai

  1. Visitei a China este ano, 2017. Meu filho mais velho morou em Beinjing quase pouco mais de três anos e vivia dizendo que queria nos levar lá. E este ano nos levou! Tivemos alguns problemas é claro, mas foi uma viagem de 33 dias maravilhosa e agora tudo o que eu quero é voltar lá e visitar, visitar e visitar!!! Tenho muitos roteiros prontos na minha cabeça e quero transformá-los em realidade. Já combinamos de ir para Harbin no inverno, mas os outros roteiros não param de passar na minha cabeça. Quero fazer turismo de subir montanhas pela China toda e estou pesquisando e pesquisando, e sonhando, mas quero transformar isto em realidade rapidamente, pois já passei dos 50 anos e o organismo muda muito. Você pode falar um pouco sobre como é para se conseguir fazer turismo por mais de um mês na China, pois gostaria muito de ir para ficar e desfrutar de quatro estações inteiras, viajando por estas montanhas, fotografar e viver suas variações de cores, mas as vezes perguntar para um filho é um pouco limitado. Gostaria de ouvir sua opinião!!! Muito grata e até logo mais. Rita de Cássia

    Curtir

    • Olá Rita de Cássia,
      Eu não estou com a informação correta ainda, mas parece que a partir de 1° de outubro, começou a valer um acordo assinado entre os governos do Brasil e da China. Com isso, os vistos de turismo para brasileiros pode ser de até 5 anos, mas cada período de permanência no país é de no máximo 3 meses. FIca parecido com o visto dos EUA.
      Se isso realmente já estiver em vigor, você poderá ficar na China por mais tempo, já que pode ficar 90 dias na China, ir passar uma semana em HK e voltar, o que já dariam 6 meses de estadia.
      Mas, como disse, precisa se informar em fontes oficiais (Embaixada chinesa) para que não haja nenhum equivoco.
      E quanto a idade, não se preocupe. Estamos no mesmo barco. rs
      Abraço
      Christine

      Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s