Blog/Cenas da China real/Cultura Chinesa/Curiosidades/Livros/Viagens/viver na China

LAOWAI – livro

Ontem eu nem escrevi para o blog. Estava ocupada demais lendo o livro da Sonia Bridi, Laowai (estrangeiro). Tudo bem que um pouco tarde, mas ela morou na China no período de 2004 a 2006. Exatamente quando o Mário veio para cá e começamos a descobrir esse país.

O interessante é que ler seu relato hoje, nos faz retroceder alguns anos e perceber que as dificuldades foram as mesmas de um modo geral. Claro que ela e o marido, como jornalistas, tiverem que enfrentar uma série de situações mais do que inusitadas e que nós jamais, nem pensamos em passar. Ela conheceu a censura muito mais de perto e isso influenciou demais no seu dia a dia em Beijing. Por outro lado, teve mais acesso a informações e lugares, descobriu vilas e pequenos povoados, que hoje são rotas quase que obrigatórias de quem vive aqui ou só vem visitar. Sem dúvida, a sua experiência foi surpreendente.

images

Mas a essência da vivência entre todos os estrangeiros, acho que é a mesma: o estranhamento à cultura e aos hábitos. A dificuldade de lidar com a censura, por mais sutil que ela seja e a nossa incredulidade ao ver o povo aceitar tudo com a maior naturalidade. Ter hábitos tão pouco civilizados e achar que está tudo bem. O nosso sentido de lógica e convivência indo por terra. E tudo que aprendemos como certo passa a ser duvidoso e vice-versa.

 

Acredito ser todo um processo, que depois de muito tempo acabamos por compreender. A leitura me ajudou muito a entender o povo e conseguir respeitar as diferenças. Li vários livros que contam histórias da China, do seu povo e de como chegaram até aqui. Relatos pessoais, histórias verídicas e outras, fruto de árdua pesquisa. Alguns romances também que retratam a sociedade chinesa em diversas épocas. Isso foi um divisor de águas para meu entendimento e convivência nesse país.

 

Não concordo com tudo, não aceito um monte de coisas e muitas vezes me vejo praguejando até o primeiro Imperador. Mas hoje entendo um pouco mais essa sociedade, respeito e tento conviver melhor com seus mecanismos. Afinal, gosto de viver na China e tudo isso faz parte da minha vida diária. Não adianta remar contra a maré. Se não for assim, é melhor fazer as malas e voltar para o Brasil.

 

Agora, uma coisa que o “Laowai” está me proporcionando, é constatar que a vida aqui já foi pior, mais difícil e complicada para os estrangeiros. As coisas vão acontecendo e a gente vai esquecendo o que já passou. E hoje, tenho certeza, um estrangeiro que chega aqui não passa por metade das situações que Sonia Bridi relata, principalmente se vai para Shanghai ou Beijing. E o mais incrível é perceber que toda essa transformação aconteceu em apenas 5 anos.

 

É… a China nunca deixa de nos surpreender! Quem tiver curiosidade leia. Vale à pena. E como tudo nessa vida, ser um laowai tem o lado bom e outro nem tanto.

 

Até amanhã!

Anúncios

13 pensamentos sobre “LAOWAI – livro

  1. Pingback: Dirigir ou não dirigir na China. Eis a questão! | China na minha vida

  2. Pingback: Livro: Um Brasileiro na China | China na minha vida

  3. Pingback: China – Dirigir ou Não Dirigir?

  4. Christine, pode explicar melhor e dar exemplos sobre esse seu comentário: “Ter hábitos tão pouco civilizados e achar que está tudo bem”. Tenho a impressão de que vc olha para a China do mesmo modo que o gato olha o rato. E que sua pre disposição em julgar uma cultura que não conhece é muito maior do que a vontade de compreende-la.

    Curtir

    • Para começar, tirar uma frase do meio de um texto que faz parte de um blog de 3 anos, e afirmar que tenho ‘pré disposição em julgar uma cultura que não conheço é muito maior que a vontade de compreendê-la’, é no minimo presunçoso de sua parte e mostra o quanto você não leu o blog desde o inicio até os dias de hoje e nem prestou atenção que é um artigo de 2010.
      Claro que em 10 anos de China, fui aprendendo muita coisa e minha opinião para algumas mudou no sentido de que se vivo aqui, hoje aceito melhor a cultura chinesa, procuro entendê-la e mostrar para as pessoas o que é o PRé – CONCEITO e o que ele pode causar.
      Quanto a minha vontade de comprender, me desculpa a sinceridade, mas partindo dos seus comentários no meu blog e no meu artigo desse mês no ‘brasilieras pelo mundo’ tenho o direito de lhe dizer que você está julgando sem conhecer a realidade que vivemos aqui.

      Bom, sobre a tal frase que vc segregou de todo um contexto, sinto lhe dizer que não há estrangeiro que viva aqui e que não diga em algum momento que o chinês ‘não é civilizado’ dentro dos padrões ocidentais! Eles cospem no chão, escarram na mesa, arrotam enquanto comem, peidam quando tem vontade em qualquer lugar. Sei que isso faz parte de uma cultura milenar e que eles entendem que se o corpo tem que expelir, que é uma reação natural, então não podemos conter. Agora, se fizermos isso no nosso mundo dito civilizado, seremos massacrados pela falta de educação.

      Então sem hipocrisia e sem a falsa moralidade do politicamente correto, para nós OCIDENTAIS isso é falta de educação. Em 2004, bem como na época em que a Sonia Bridi viveu na China, as coisas eram muito piores, tanto que se ganhava FORTUNAS para vir trabalhar aqu, pois ninguém queria. (mas esse é o assunto para seu comentário no Brasileiras pelo mundo). E em 2008 o governo chinês fez uma LEI multando e punindo o chinês que cuspisse, escarrace ou qquer outro desses hábitos na rua durante os jogos em Beijing…

      Se você antes de julgar uma frase de um blog com 300 artigos, lesse um pouco mais adiante, os textos todos que escrevo, poderia notar que se tem alguem que tenta entender e defender a cultura chinesa, essa sou eu. Inclusive tenho muitos chineses que seguem meu blog e que me mandam fotos, ideias de assuntos a serem tratados e elogiam, muito. Graças à Deus!

      Mas mesmo assim, obrigado por comentar… isso sempre nos faz pensar e avaliar nossa tajetória. =]

      Curtir

  5. Chris,
    tenho lido seus posts, mas ando com a vida totalmente ocupada. Inclusive indo toda a semana passar dois dias em SP. Ainda preciso ler o livro da Sônia. aff… a falta de tempo!
    bjs
    Jussara

    Curtir

  6. complementando, logo, ou na verdade, vc j´[a tem material para fazer o seu livro e, com certeza será muito bom!!!!!!!!!!!!beijão para vc e familia!

    Curtir

  7. oi! bom dia por aqui! Infelismente ainda não consegui ler o livro que vc me deu, por conta dos meus olhos, mas já indo para um segundo exame, para poder operar e, com certeza quero ler todos os livros que vc já comentou! …..Aqui tá começando o friooooooooo, que para vc será fichinha, pois já tem experiência de neve! Beijo grande para vc e familia!

    Curtir

  8. Li esse livro há 2 anos atrás quando estava pra vir para Shanghai. Confesso que mil coisas passaram pela cabeça ao ler tudo o que ela relata e eu e meu marido nos perguntávamos: ” o que é que vamos fazer nesse lugar” kkkkk. Hoje, vejo que somos é privilegiados por tudo o que passamos, conhecemos e aprendemos aqui. Incredible China!!!

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s