Blog/China/Cultura Chinesa/Curiosidades/viver na China

Pés de Lotus.

Olha essa é uma das tradições chinesas que mais me incomodam, e ainda bem que isso realmente está fora de uso hoje em dia. Mas ainda encontramos muitas senhorinhas com os pés dilacerados por conta dessa tradição completamente ‘no sense’ e cruel. A de se amarrar os pés das meninas, ainda quando eram muito novas e num determinado momento os ossos tinham que ser quebrados, criavam-se feridas e a dor era dilacerante. Tudo para que a mulher estivesse dentro dos padrões de beleza exigidos na época: pés pequenos. Um pé enfaixado com sucesso, ficava entre 7 e 10 cm. Apesar de todo o sofrimento causado, as mães iniciavam o processo nas meninas de 5 ou 6 anos, com o intuito de garantir um bom casamento, já que os homens abastados da época tinham ‘orgulho de possuir uma mulher de beleza tão rara”(no coments…) Até algumas famílias da zona rural submetiam as filhas a isso com a esperança de conquistar um lugar mais alto na sociedade.

Esse costume tem registros desde o inicio do século X. Alguns dizem que esse costume surgiu depois de um imperador perceber que uma das suas concubinas possuía um pé muito pequeno e dançava para ele num palco em forma de flor de lótus. A admiração do Imperador foi tão grande, que todas as mulheres queriam ter o pé pequeno para atrair sua atenção. E daí surgiu essa ideia de interromper o crescimento dos pés das meninas. E também o nome dado: ‘pés de lótus’. Há outras versões de como esse costume surgiu, mas sempre acabam na beleza que os homens viam nas mulheres de pés pequenos, delicados e eróticos (!?!).

 imagesCACTRO42Mulheres com pé grande, ou melhor dizendo: pés normais, eram vistas com desdém. Não tinham valor, porque provavelmente vinham de uma família pobre, da zona rural e não podiam passar pelo ritual de manter os pés pequenos. Quanta crueldade a história nos mostrou (e ainda mostra em muitas culturas) que se praticavam contra as mulheres, com o discurso de proteger, de preservar a beleza, a pureza. Quanta barbaridade, isso sim. E nesse ponto, sou feminista até o ultimo fio de cabelo, que me desculpem meus leitores do sexo oposto. Essas atrocidades eram ideias de homens, que sempre quiseram tirar a força e a capacidade de ação das mulheres. Quer coisa mais paralisante do que fazer isso com os pés de uma pessoa? Elas não podiam andar direito, o que dirá correr, se locomover e ser independente. Na realidade sempre tinham que ter ajuda para fazer as coisas mais básicas e cuidar dos filhos. O andar era truculento e lento, o que segundo alguns textos que li, também despertava a libido dos homens.

Na última dinastia chinesa Qing, tentaram banir esse costume, mas a prática estava tão enraizada que as mães continuaram a enfaixar os pés das suas filhas, pois não acreditavam que um homem pudesse desposar uma mulher de pés grandes e desajeitados. Só com a entrada do regime comunista em 1949 que esse costume foi abolido em definitivo. Gente, vamos pensar: isso faz menos de 100 anos, ou melhor, menos de 70 anos. Quando meus pais nasceram ainda se usava esse tipo de mutilação. É muito recente.

imagesCA6CSV8V

As mulheres que viveram desde crianças com os pés amarrados, apesar da dor e sofrimento, sentiam um grande orgulho por terem atingido a beleza imposta pela sociedade da época. A questão do andar vacilante que transmitia a vulnerabilidade e o erotismo e despertava nos homens além do desejo, o impulso de protegê-las, era o combustível para esse orgulho. Só que, de repente, com a proibição definitiva imposta pelo regime, elas passaram a ser motivo de deboche pelo seu andar e falta de independência, além de serem severamente humilhadas e marginalizadas por representarem o retrato caricata dos hábitos era Imperial.

Ou seja, mais sofrimento após todo o sofrimento. Encontrei algumas fotos de pés de lótus (mutilados) descalços, mas sinceramente não tive vontade nenhuma de colocar. Os sapatinhos são lindos, quando conseguimos esquecer o propósito deles, que com tantas restrições, o maior passatempo dessas mulheres era recortar, moldar e bordar os próprios sapatos.

 Hoje encontramos nas lojas de turistas muitos deles para comprar, e também em porcelana, metal ou outro material que possa ser usado como objeto de decoração.

Zài Jiàn!

Anúncios

9 pensamentos sobre “Pés de Lotus.

  1. Pingback: Um outro olhar sobre os ‘Pés de Lótus’ | China na minha vida

  2. Pingback: Livro – A Imperatriz de Ferro – A concubina que criou a China moderna. | China na minha vida

  3. Parabéns pela matéria, tudo muito bem explicado. Ainda bem, que, Graças a Deus, nos dias de hoje as mulheres chinesas podem viajar, estudar, curtir a vida sem obrigação de se mutilar.

    Curtir

    • Isso mesmo Catarina… As questões culturais e sociais estão evoluindo na China. Não tão rápido como o crescimento urbano e econômico, temos que reconhecer. Mas mudar é um processo. Então vamos torcer para que cada dia mais as coisas sejam justas para todo cidadão, seja ele de que raça, gênero, credo…
      Obrigada pelo comentário.
      Abraço

      Curtir

  4. Um tema muito bom para a data,Parabéns! É bom saber que o mundo estar ficando melhor para minhas queridas mulheres.

    Curtir

  5. Pingback: China celebra o Dia Internacional da Mulher | China na minha vida

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s