China/Cultura Chinesa/Livros/Palestras e Assessoria intercultural/viver na China

Livro: A Montanha e o Rio

Esse mês descobri mais um romance que tem a China como cenário e fiquei encantada. Devorei o livro, em menos de uma semana.

Na realidade ganhei esse livro de uma brasileira que vive aqui, que leu e lembrou que talvez eu gostaria de ler essa história.

A Montanha e o Rio, de Da Chen, é uma obra de ficção do estilo que mais gosto: usando cenários reais e fatos históricos que permeiam a vida de seus personagens fictícios. Um pouco no estilo de Ken Follett e Dan Brown, onde você lê a narrativa e consegue ver os locais descritos, principalmente se já os conhece. Se bem que visitei o Vaticano muito depois do famoso “Código Da Vinci”, e me lembrava de casa descrição feita pelo autor, tamanha a riqueza de detalhes.

IMG_7649.jpg

Triângulo amoroso

Bom, mas estou aqui para falar desse livro que me roubou cada minuto livre da última semana. Uma história que envolve traição, politica, poder, paixões, recheada de surpresas e emoções conflitantes.

A Sinopse

No auge da Revolução Cultural chinesa, Ding Long, um jovem e poderoso general, gera dois filhos. Um deles, legítimo. O outro, nascido de uma jovem camponesa que se atira do alto de uma montanha pouco depois do parto.

Tan cresce em Beijing, cercado de luxo, carinho e conforto, ao passo que Shento é criado nas montanhas por um velho curandeiro e sua esposa, até que a morte do casal o leva a um orfanato onde passa a viver sozinho, assustado e faminto. Separados pela distância e pelas condições de vida, Tan e Shento são dois estranhos, que crescem ignorando a existência um do outro. ‘A montanha e o rio’ narra a saga desses dois irmãos que trilham caminhos distintos, mas cujas vidas se encontram quando se mesclam aos acontecimentos que marcam a história política e social da China no final do século XX.

Completaria essa sinopse, colocando que as vidas deles se chocam quando descobrem que estão apaixonados pela mesma mulher. E isso faz toda a diferença na essência do romance, muito bem balanceado, com a história dos dois se contrapondo capítulo a capítulo. Vidas separadas, mas que andam lado a lado.

Na contracapa do livro, tem um trecho das reflexões de Sumi, a moça que tem o amor dos dois irmãos, quando descobre sobre a ligação de sangue entre seus dois amores, que achei lindo e me deixou com mais vontade de ler (porque antes de ler devoro capa, contracapa e orelhas…):

“Apaixonada por dois irmãos! (…) Quem deveria escolher? (…) Um morreria por mim. O outro não viveria sem mim. “

 Sobre o autor

Da Chen nasceu em 1962 em Putian, Provincia de Fujian, China. Saiu do país aos 23 anos, depois de graduado pela Universidade de Pequim. Nos Estados Unidos cursou Direito pela Columbia Law School (1990).

e0f553bf8d368a308ddadb9f9a68ff7d_400x400

Foto do Twiter do autor @dachen10

Brothers (título original) foi premiado com o melhor livro de 2006 pelo Washington Post, pelo San Francisco Chronicle, Miami Herald e Publishers Weekly.

Da Chen mora no sul da Califórnia com sua esposa Sunny e dois filhos.

Também possui outros livros que me pareceram bem interessantes, mas não encontrei os títulos em português.

  • Colors of the Mountain(1999)
  • China’s Son: Growing Up in the Cultural Revolution(2001)
  • Sounds of the River: A Memoir(2002)
  • Wandering Warrior(2003)
  • My Last Empress(2012)

Para quem gosta de um bom livro, recomendo sem sombra de dúvidas.

Zài Jián.

4 pensamentos sobre “Livro: A Montanha e o Rio

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.