Cenas da China real/China/Cultura Chinesa/Curiosidades/viver na China

O chinês, o casamento e as amantes

Há tempos atrás escrevi um artigo sobre as ‘er nai’ 二奶ou segunda esposa.

Pode parecer estranho, mas desde os tempos do império, onde o Imperador tinha muitas (mas muitas mesmo) concubinas, essa prática significa status para o homem chinês. Afinal, só se pode ter uma amante (ou duas…) se têm como sustentá-las e também a família original.

Na época de Mao, durante a revolução cultural, essa foi uma prática banida da sociedade. Mas, como tantas leis que conhecemos, funcionava na teoria e não na prática. Sabe-se que o próprio Mao teve várias amantes.

Hoje em dia com o enriquecimento da população, maior poder aquisitivo e a explosão das redes sociais na China, ter uma ‘xiaosan’ 小三  tornou-se comum novamente na sociedade, apesar de ainda ser uma prática proibida por lei. Para todos os efeitos a China é um país monogâmico!

china-wind-1067499_960_720

As amantes e as esposas

O que acontece hoje é que o termo ‘er nai’- segunda esposa, foi substituído por ‘xiaosan’, que na linguagem popular significa ‘a outra’.

A questão do divórcio não é uma coisa muito simples por aqui, pois a mulher não possui direitos legais. Então torna-se uma batalha pessoal não perder o marido para uma amante. Ainda é um tabu ser uma ‘mulher divorciada’ na China e, pelas histórias que li, principalmente se a esposa tiver um filho, o homem não quer o divórcio. O status aqui é mostrar quantas mulheres se pode sustentar.

Temos que lembrar que dentro da estrutura social chinesa, casar é uma obrigação e, se possível, antes dos 25 anos. Depois disso, os pais entram em desespero e começam a caça ao marido/esposa para os filhos, apelando até para as tão conhecidas ‘feiras de casamento’.

Mesmo assim, desde 2012, os divórcios aumentaram muito na China e segundo o Ministério de Assuntos Civis, o número de divórcios em 2014, alcançou a marca de 25% dos casamentos realizados.

E como manter o casamento

Claro que a procura aqui é maior que a demanda, já que a população feminina ainda é bem menor que a masculina. Mas a procura por um ‘companheiro’ que possa bancar os luxos, que hoje em dia são essenciais a essa sociedade, também não é um trabalho simples.

Com a evolução das mídias sociais e aplicativos chineses, são inúmeras a opções para encontrar sua ‘alma gêmea’ por aqui. Nesse link, em inglês, existe uma lista dos 10 melhores aplicativos de ‘encontros’ na China.

E aí, como a esposa chinesa faz para manter seu marido longe das amantes?

Simples: contrata uma agência de ‘eliminação de amantes’!

Sim, você leu direitinho: eliminação de amantes. Mas não pense em crimes passionais, matador de aluguel, essas coisas. O processo vai mais além.

Existem hoje na China empresas que se oferecem para ajudar as esposas (endinheiradas, diga-se de passagem) a conseguir se ver livre da ‘ameaça’ ao seu casamento.

A matéria completa sobre as agências está nesse link, mas resumindo: eles fazem uma entrevista com a esposa, que expõe seu caso,e daí pela simples quantia de 200 mil renmenbie (mais de 100 mil reais – entenderam o ‘endinheirada’ lá de cima?), os agentes começam uma ação com a xiaosan. Essas ações podem ser forjar uma amizade e aí tentar persuadir a moça de que isso não é vida (!!), contratar um outro rapaz para tentar cativar o coração da moça ou simplesmente propor um acordo financeiro com a mesma – e nesse caso os 200 mil renmenbie não darão nem para o começo!

E tem mais: se a agência percebe que o marido está muito mais envolvido emocionalmente com a amante do que com sua esposa, eles aconselham ela a tentar uma acordo e pedir um divórcio vantajoso, onde a agência (claro) vai dar toda a assessoria.

woman-1147972_960_720

E é assim…

Como sempre digo: há coisas na China que só vivendo aqui para entender…

Mas o interessante é que a engrenagem funciona e roda direitinho.

No final, muitas vezes me pergunto, qual o lado certo. Da mesma forma que estranhamos esse comportamento direto do chinês para algumas situações sociais, eles também acham que somos ‘estranhos’ em outras maneiras de agir, como nos negócios, por exemplo.

Mas agência para ‘eliminar amante’, é o máximo!

O que vocês acham disso? Como lidariam com essa situação?

Sinceramente, eu não sei!

Zái Jián! 再见

Anúncios

24 pensamentos sobre “O chinês, o casamento e as amantes

  1. Opa, Christine. Muito doida essa questão, hein!

    Queria só esclarecer, quando você fala dos “tempos do império”, no início do texto, está querendo dizer lá de antigamente mesmo, de 3 mil anos atrás, confere? Falo isso porque em minhas pesquisas me deparei com inúmeros reis, imperadores e “senhores feudais” que tinham segundas esposas e concubinas. Uma das histórias mais famosas do Sun Tzu, inclusive, é sobre o treinamento que ele faz das concubinas do rei de Wu – uns quatro ou cinco séculos antes de Cristo.

    Abraços e parabéns pelo artigo esclarecedor.

    Curtir

  2. Caramba. Vejo que as mulheres chineses ainda são extremamente dependentes financeiramente de homens. Só uma dependência financeira extrema justifica a aceitação passiva em ser amante ou ter um marido com amantes. Ou então há uma preguiça muito grande em se livrar de um sujeito desse e tocar sua própria vida.

    Curtir

    • Olá Francisco,
      Obrigada pelo comentário. Tem um pouco das duas coisas que vc citou, mas também um terceiro elemento que pesa muito, mas muito mesmo, que é a completa falta de direitos num divórcio + a cultura, que ainda não aceita a mulher sozinha, não vê com bons olhos, há discriminação. Para quem está de fora, pode parecer estranho, mas aqui isso faz todo o sentido. A cultura, as tradiçoes sociais ainda falam muito alto na vida dos chineses. E se você olhar a nossa história, nas decadas de 1960/70 não era diferente no Brasil. Havia, sim, outra visão, mas muitas mulheres se submetiam a casamentos infelizes por pressão da sociedade. Abraço.

      Curtir

  3. Ola. Muito interessante conhecer outras culturas! Cada continente com os seus costumes..enfim algo tinha de se fazer para combater a poligamia!! 🙂

    Curtir

  4. olá, Christine!

    Tenho uma dúvida: na China ainda é ilegal um homem e uma mulher morarem juntos sem serem casados? O casamento é obrigatório, mesmo para os casais estrangeiros não casados?

    Adoro seu blog! =)

    Bjs!

    Curtir

  5. oi!
    bom dia por aqui!
    realmente tudo muito doido!
    colecionar mulheres por aqui tambem é muito comum,
    mas mante-las é que a coisa complica!
    beijo grande para vc e familia!

    Curtir

  6. O negócio é bem mais complexo que imaginava! Hehhe Sabia só por cima essas questões!
    Mas sabe que andei perguntando para umas chinesas jovens, tipo 20 e pouquinhos anos… Nenhuma está muito por casar cedo! Me disseram que a família sempre pergunta sobre namorado e ficam preocupados, mas que elas querem “freedom” hehhe Claro, que as chinesas que converso são as que estão abertas para estrangeiros e as que já falam inglês (ou até português!!)
    Mas sou bem curiosa com essas questões, sempre tento que me contem um pouquinho mais dos costumes e do que elas querem mudar em relação a isso.
    Beijos!

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s