Blog/brasileiras pelo mundo/China/China na NOSSA vida/Curiosidades/viver na China

China na nossa vida: O primeiro ano de China a gente nunca esquece.

Esse texto não é meu… mas sim de uma das minhas fiéis colaboradoras que estão vivendo na China e me ajudam com fotos, fatos, histórias e testemunham meus relatos (sempre digo que nada como o endosso dos brasileiros que vivem aqui, para as pessoas acreditarem em tudo que escrevo…hehe.)

Bom, a Rebecca Ceccarelli Steinhoff está fazendo um ano de China e deixou esse depoimento apaixonado e hilário da sua experiência até agora. Curtam, e vejam que não sou a única doida que ama a China apesar de todos os ‘senões’ de viver desse lado do mundo! E olhem que ela nem mora em Shanghai, o paraíso chinês. A família (com duas meninas pequenas, Sarah e Valentina) mora em Changzhou, uma cidade que fica 2 horas de Shanghai.

familiasteinhoff

E vamos lá:

Mês que vem, eu completo um ano na China. O tempo voa quando a gente se diverte.. e eu posso dizer que me diverti, muito… como se não houvesse amanhã… nunca me senti tão bem em um lugar como me sinto aqui. A impressão que eu tenho é que no Brasil, eu não tinha vida… eu apenas sobrevivia.

O ano que vou lembrar pelo resto da minha vida…

Um ano que…

Sobrevivi as catarradas dos chineses (aquelas que eles puxam lá do dedinho do pé antes de cuspir).

Sobrevivi a restaurantes fechados onde se é permitido comer cigarro, (porque chinês não fuma, come cigarro, acende um atrás do outro).. e tudo isso bem do seu lado, naquelas salas particulares, onde não tem uma janelinha sem vergonha.

Sobrevivi a comida chinesa, onde se come quase tudo que anda, voa e rasteja.

Sobrevivi as privadas chinesas (aquela de buraco no chão). Ta certo que nos primeiros dias eu sofria muito para usar, porque era um tal de levantar a barriga, grudar os peitos no pescoço e rezar para não molhar a roupa e os sapatos… e claro, ainda sim respirar com toda minha banha sendo sufocada (entendam que gorda para fazer xixi praticamente de quatro é complicado).

Sobrevivi as intermináveis conversas onde eu falava apenas um “ni hao” (Oi/Olá) e o chinês resolvia contar a vida dele ou sabe lá o que, porque e eu não entendia coisa nenhuma.

Sobrevivi a casamentos chineses, onde além de tudo muito rico e lindo, se comia cobras, pombas, sapos, tartarugas e cabeças de boi.

Sobrevivi a compras de mercado SOZINHA onde a única coisa em inglês que se ouvia era “hello” … onde era impossível comprar carne no açougue, porque você não sabia de que bicho era… mas lá estava eu, firme e forte fazendo mímica tentando comprar um boizinho ralado.

Conheci lugares maravilhosos, emocionantes e divertidos.

Conheci duas famílias brasileiras que hoje são a minha família aqui.

Conheci vários brasileiros que moram em outras cidades da China (alguns pessoalmente, outros apenas pelo facebook).

Conheci pessoas de diversos países.

Comprei tantas tralhas, bugigangas e bagulhos que já não tenho espaço nesse apartamento que um dia eu chamei de “elefante branco” de tão grande (hoje já acho que esta pequeno kkkk).

Sem falar que minhas filhas estão levando uma vida muito boa, rica em cultura! E desde pequena falando 3 idiomas!

Aqui tudo é muito lindo, muito bem feito.. aqui tudo funciona, a segurança que se tem nas ruas é impressionante, a saúde, o trânsito.. enfim o dia-a-dia aqui é muito tranquilo. (Claro que existem coisas ruins nessa cidade, mas são tão poucas que se tornam insignificantes para comentar). Graças a Deus nós nunca passamos por coisas ruins… Pelo contrário passei por diversas coisas engraçadas como por exemplo:

Pedir pizza de pepperoni e receber de carne moída, com carne de porco, abacaxi, banana e pimenta (sim porque chinês não gosta de nada muito sem gosto, nada muito simples) …e claro se você pede uma coisa e não tem, eles nem avisam, simplesmente mandam outra para não perder a venda.

Dar gorjeta para o entregador, taxista ou garçom e eles não aceitarem.

– Estar na fila do mercado, aquela interminável e do nada entrar um ‘xing ling’ na sua frente.. e você ali sem poder reclamar, porque é estrangeiro e não entendo um nada do que esse povo fala.

Ficar doente e receber do médico aquele remedinho super, mega, ultra fedido que com certeza irá curar até sua unha encravada (coisas da medicina chinesa).

Andar nas calçadas sem o mínimo de tranquilidade porque do nada aparecem aquelas motinhos cutucando seu traseiro ou buzinando na sua orelha… porque aqui é permitido motos e carros nas calçadas.

Andar de Táxi… é um capítulo a parte na minha vida! Quem nunca pegou um táxi na China, não sabe o que é viver perigosamente. É muita emoção numa simples corrida. Ele não corre, simplesmente voa… Você entra e reza para chegar viva.

Ser parada na rua porque a chinesada quer tirar foto com você, mas ai você não entende o motivo disso, já que você não é celebridade… e ai vem outra duvida, o que será que eles fazem com a foto? Porque diabos pediram para tirar foto com você? Ai você já procura desesperadamente o primeiro espelho a sua volta para ver se estava tudo bem.. ou sei lá, vai ver porque eu tenho o olho aberto e eles fechado, ou porque sou gorda (aqui é difícil ver gorda), ou porque sou loira e linda (e modesta uhauhauhaua).. ou porque sou ET e não sei, vai saber.

Jantar em restaurante onde o cardápio não tem foto, apenas caractere e você ainda não chegou a tanto na suas aulas de chinês, não entendeu porra nenhuma daqueles “desenhos”. E ai lascou … porque o chinês que te convidou com certeza escolheu comer as comidas mais estranhas and esquisitas que existem na culinária chinesa.

Usar o google tradutor para te tirar das enrascadas.

Estudar chinês e sair na rua já se achando a ‘profissa’ no mandarim …e descobrir que continua não entendendo nada do que eles falam, porque eles não usam a bendita entonação que a professora te ensinou. Ou simplesmente porque eles querem conversar com você no dialeto local deles, ou seja, você continua na mesma sem entender. Mas a professora disse que você esta falando direitinho, mas entendendo o que é bom… nada. Mas a luta continua uahuhauah.

Enfim passar por tudo isso foi fácil, engraçado e divertido…

Tantas pessoas me perguntam se sinto falta, se um dia volto para morar ou visitar os “parentes” no Brasil… Gente não sinto vontade NENHUMA de ir ao Brasil. No começo eu sentia muita falta das comidas (coisa de gorda), hoje vivo tranquilamente sem, ou se alguém vem nos visitar eu peço o que tenho vontade.

Lógico que sinto saudades das minhas amigas, dos meus amigos lindos, da parentada toda. E que venham mais 10, 20, 30 anos #oremos.

rebeccaebinladen

Espero que tenham gostado desse depoimento tão espontâneo e verdadeiro. Podia ser meu ou de qualquer outra pessoa que vive aqui e já passou por cada uma das situações que a Rebecca descreveu… E não adianta, veio para a China, mais cedo ou mais tarde vai passar por tudo isso…rs

Obrigada Rebecca por disponibilizar o texto e parabéns pela família linda que você tem, incluindo as ‘binladezinhas’ ( o apelido dado pela própria mãe…) mais fofas do mundo. Que o futuro sempre traga o melhor para vocês!

Como sempre escrevo: depois que passa, a gente ri!

E temos outra escolha? lol

Zài Jiàn!

Anúncios

32 pensamentos sobre “China na nossa vida: O primeiro ano de China a gente nunca esquece.

  1. Pingback: Vivência chinesa – o relato de uma brasileira | China na minha vida

  2. Amei o texto,super me identifiquei com o senso de humor dela,fantástico!!!
    Saudade desse lugar rico e encantador!

    Curtir

  3. Pingback: Chineses e seus carros… | China na minha vida

  4. Ola Christine e Rebecca.
    Vim a China para fazer um curso de medicina chinesa por 8 meses. Voltarei para o Brasil em abril e ja esta dando aquela saudade antecipada de Pequim. Sorte que nao me apego muito a isso e procuro curtir e viver cada momento. Muito bom estar aqui.

    Beijos e o blog e muito bacana.

    Curtir

      • Ola Christine.
        Nesse momento estou de ferias. Mas ja sinto falta das aulas. O curso e muito bacana, apesar de ter decepcionado 80% das pessoas. Explico: O curso e voltado para estrangeiros e esses 80% nao procuraram se informar sobre a China antes de virem. Portanto voce ja consegue imaginar o que aconteceu. Nao conseguiam sobreviver na cidade (alimentacao, transporte, moradia e afins por nao conseguirem falar mandarim e outras questoes mais) e imaginaram que teriam aula com um mestre que viria das montanhas para dar aula a eles. O resultado para eles foi de frustracao.

        No meu caso, estudei mandarim por 5 anos antes de vir e me preparei tentando conhecer o maximo da cultura nesse tempo. Achei relativamente facil a adaptacao depois de tudo isso. Com isso, minhas expectativas eram grandes e digamos que tirando uma coisa ou outra, o curso esta quase la. Com realacao a expectativa do pais, me surpreendi. Me preparei para algo pior e encontrei coisas muito melhores do que poderia pensar, ja relatadas por aqui no blog inclusive.

        Abracos!

        PS: Teclado em ingles como deve imaginar.

        Curtir

      • É verdade… imagino como está sendo para essas pessoas. Ainda há muita ‘lenda’ sobre a China…
        Quando as pessoas me pedem assessoria para acompanhar em uma visita aqui na China, ou para eu arranjar um tradutor português – mandarim, mando o orçamento e as pessoas me perguntam como cobramos mais caro que nos EUA. Aí eu respondo: porque você não tem ideia do que é a China! hehehe. Tenho certeza que você me entende…rs
        Claro que muitos desistem de me contratar. Mas já tive vários casos que as pessoas me ligaram depois que estavam aqui perguntando se ainda teria disponibilidade. E no final, quando os deixei no aeroporto, me disseram: você cobra pouco….hahahaha.
        E não foi um caso só… acredite.
        Mas na realidade o que acontece é que as pessoas não estão informadas sobre a China. O tal mundo globalizado criou uma falsa ilusão sobre você pode circular livremente por qualquer parte do planeta, com sua bagagem individual e arranhando um inglês… e não é bem assim. Informação é tudo. Respeito pela cultura que estamos inseridos também. Afinal, vir para cá foi uma escolha nossa!
        Se vier a Shanghai entre em contato!
        Abraço!

        Curtir

  5. Que delícia! Eu adoro o seu blog pq vc sempre traz novidades, um cultura tão rica quanto a chinesa é privilégio pra poucos.
    Parabéns por ter sobrevivido por tudo isso.

    K!

    Curtir

  6. Eu estou indo em Fevereiro conhecer a China ( Pequim, Xangai, hong kong. Tenho lido textos tão positivos e alegres nesta coluna que já estou pensando em passar uma temporada neste país. A proposito alguém saberia me informar como ir de Xangai para Yiyang/ Hunam? Estou indo com a cara e a coragem e com um inglês de sobrevivência.. Meu emai caso alguém possa me fazer essa caridade..( kkk) ..Izaneve@hotmail.com

    Curtir

  7. oi!
    demorei hoje! mas estou com eletricista aqui em casa! delicia de depoimento
    e lembrei dos primeiros depoimentos teus! Maravilha! beijo grande para a Rebeca e familia, e para vc Christine e familia!

    Curtir

  8. Ola Rececca, concordo com tudo, e aqui em Beijing, tudo que voce falou acontece muito mais rsrsrs. Moramos em Beijing ha quase 3 anos, eu e minha filha amamos a china, os chineses, a comida, a cultura,….. como voce falou tem coisas ruins, mas tambem ao meu ver sao minusculas.
    Parabens Christine pelo site, excelente.

    Curtir

  9. Muito interessante Chris e a Rebeca,obriga da por compartilhar conosco suas aventuras e experiências…e real e ao mesmo tempo engraçado de se ouvir..Parabéns queridas, forte abraço!!!☆

    Curtir

  10. Tem três meses que estou aqui na China, e me identifico com TUDO que ela escreveu, estou tentando me acostumar com tudo isso, mas, a vida aqui é maravilhosa, Boa Sorte nessa jornada de aventuras que é morar nesse país maravilhoso.

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s