Blog/China/Cultura Chinesa/Viagens/viver na China

Muralha da China – Great Wall

É redundância, mas tenho que falar que a Muralha da China é algo gigantesco. Digo isso, pois acho que até hoje não houve uma postagem que eu não usasse esse termo de alguma forma. J

Mas realmente na China é assim. Com certeza vou continuar usando algum termo que represente grandeza, exagero, imensidão todos os dias para descrever esse país.

E assim é a Muralha. O que mais me deixa intrigada é como homens construíram esse muro. Quilômetros e quilômetros (cerca de oito mil) de pedras colocadas lado a lado, formando uma grande serpente. Foi construída durante vários séculos e dinastias. Não há um número oficial de quantas pessoas pereceram na sua construção. Para se ter uma idéia, essa quilometragem equivale a extensão da Costa Brasileira!

Na década de 80 o governo elegeu a Grande Muralha como símbolo da China, desencadeando uma grande campanha de restauração e divulgação turística. Como toda a obra que envolve o patrimônio histórico, causou muita polêmica devido aos métodos utilizados. Mas o fato é que ela está aí como o principal ícone da China e impressionando o mundo com sua magnitude.

 wall1

Quando chega a um dos pontos de visitação e você olha para aquela rampa aparentemente pouco íngreme e larga ou para os degraus que enganam na altura, pensa: isso é moleza! Depois de 200 metros, eu pelo menos, bati uma bela foto. Na saída comprei a famosa camiseta “I climbed the Great Wall”. Pronto! Registrado para a posteridade. O quanto escalei é um mero detalhe… J

Os degraus foram feitos de uma maneira a “enganar o inimigo” que supostamente invadiria a China durante a noite. Eles são todos irregulares. O primeiro tem 15 centímetros o segundo 10 e depois vem um de quase 30. E assim vai. Ou seja: tropeços e esforço extra são inevitáveis. As rampas inofensivas têm uma inclinação que não é vista a olho nu e quando você começa a andar sente as pernas endurecerem. Um belo exercício, diga-se de passagem.

 walla

O pior de tudo é que é um eterno sobe e desce, porque ela vai circundando as montanhas. Em um dos pontos de partida para iniciar a escalada, Badaling, foi construído um teleférico. Mas aí também não tem graça, né?

E aí? Se animou?

Abraço e até amanhã.

Anúncios

7 pensamentos sobre “Muralha da China – Great Wall

  1. Pingback: 10 curiosidades sobre a Muralha da China – Great Wall | China na minha vida

  2. Pingback: Muralha da China – Estação de Mutianyu | China na minha vida

  3. Pingback: Turistando na Muralha da China. | China na minha vida

  4. Oi Christine
    Também escrevi um post sobre o dia em que visitamos a Muralha da China no meu blog (http://meusplanosdeviagem.wordpress.com/2011/07/24/a-grande-muralha-da-china/). Nós adoramos. Por sinal, este post é um dos mais visitados. Fomos à Badaling também, por meio de uma excursão cheia de chineses (uma experiência e tanto!). Você foi à outros pontos de visitação, além de Badaling? Qual você acha que é o mais interessante?
    Abraço

    Curtir

    • Oi Arnóbio.
      Eu nunca estive em Badaling. Meu marido foi na primeira vez sozinho. Já fui em Juyongguan duas vezes, pois naquela época não conseguimos nos explicar direito. Mas acho que meu marido que deu um trocadinho para o guia não me entender…rs. Ele não suporta teleféricos ou qualquer tipo de cable car! hehehe.
      Tem uma parte que é muita escadaria, mas tem o outro lado da mesma estação que são rampas. Olhamos e achamos ‘moleza’ até andar 15 metros…hehehehe.
      Um dia eu volto. Gostaria de ir mais proximo do inverno. As duas vezes que fui estava um calor de rachar…
      Abraço.

      Curtir

      • Oi Christine
        Nós não passamos muito calor, mas Badaling estava bem lotado. Dizem que é o ponto de visitação mais movimentado de todos. Mas se a gente andar um pouco ao longo da muralha, para longe da parte mais cheia de visitantes que fica no início, até que a gente consegue ter uma experiência mais ‘só nossa’.
        Além dos muitos chineses que estavam com a gente na excursão, havia dois belgas e eles disseram que foram à Simatai e que lá é bem mais tranquilo. Mas também disseram que em Badaling a vista é mais bonita pois a muralha é melhor conservada e muito mais sinuosa.
        Na próxima vez que eu for à China vou visitar outro(s) trechos. Quem sabe Juyongguan…
        Abraço

        Curtir

  5. Pingback: Patrimonios da Humanidade na China – UNESCO 3 | China na minha vida

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s