Cenas da China real/China/Cultura Chinesa/Livros/viver na China

Livro: Cinderela Chinesa

Quem me conhece e acompanha o blog, sabe que tenho ciclos. E não seria diferente com a leitura. Tem épocas que me esqueço dos livros, mas em outras, não fico sem um deles nas mãos, mesmo que sejam os eletrônicos…

Sim, mais uma coisa que a China me ensinou a conviver: os e-books. Gostar, não gosto, mas se não for assim, acabo ficando muito defasada de bons livros, fora que preciso de uma mala só para trazer exemplares que me garantam leituras para o ano.

Portanto, repito mais uma vez: nunca diga nunca. E lá estou eu fiel a Amazon e demais livrarias virtuais. O bom disso, é que além desses aplicativos onde compramos os livros, descobri, através de uma amiga, um site que disponibiliza muitos livros em PDF gratuitamente. Vou colocar o endereço no final do artigo, pois foi nele que encontrei o livro do qual vou falar agora.

Cinderela Chinesa

Na página da editora, está essa resenha:

Relato autobiográfico de uma menina que luta para conquistar a independência e a liberdade após uma infância de privação e sofrimento.

Quinta filha de um milionário chinês, Adeline perdeu a mãe apenas duas semanas depois de nascer. Além de sofrer com a hostilidade dos irmãos, que a responsabilizam pela morte da mãe, Adeline ainda sofre com a indiferença do pai e a crueldade da madrasta. A segunda mulher de seu pai despreza os filhos do casamento anterior, que vivem pobremente, limitados a três refeições diárias e a apenas uma muda de roupa além do uniforme escolar. O pai ignora o que acontece em casa, deixando o terreno livre para a madrasta.

Por ter ousado contrariá-la e por apresentar um rendimento exemplar na escola, Adeline padece nas mãos dessa mulher, que parece ter saído diretamente da fábula Cinderela. Por isso, acaba num colégio interno, sem visitas nem presentes, e é nos livros que encontra refúgio para sua tristeza e solidão. É dessas leituras que vem sua redenção: aos catorze anos, ela se inscreve em um concurso internacional de peças teatrais para alunos de língua inglesa, e ganha. A partir daí, Adeline tem a chance de escapar do seu destino. O resultado dessa experiência extraordinária é Cinderela chinesa, best-seller internacional que fala com sensibilidade sobre a superação de uma infância extremamente infeliz.

cinderela-chinesa

Na realidade essa história poderia ser de qualquer menina, em qualquer parte do mundo, com uma história familiar semelhante a de Adeline. Sua vida começa em Tianjin, depois a família muda para Shanghai e, no final da década de 1940, como aconteceu com muitas famílias chinesas, saem da China Continental, se exilando em Hong Kong.

Só que antes de chegar a Hong Kong, Adeline foi deixada pela madrasta no Colégio interno de freiras em Tianjin, correndo um risco enorme, num momento crítico da política chinesa. Mas a história acaba tendo um final interessante para Adeline.

O que mais me chamou atenção no livro, além da dificil arte de interpretar o comportamento humano, pois essa madrasta é daquelas de colocar qualquer outra dos contos de fadas no chinelo, foi a descoberta que é revelada no final do livro.

hqdefault-1

Adeline Yen Mah

Não quero ser ‘spoiller’, e não vou contar como Adeline se libertou dessa saga familiar, mas ela cita no final do livro, e mostra o texto em mandarim, de uma história escrita durante a Dinastia Tang (618-906 d.C.), que nada mais é do que a história da Cinderela, só que escrita 800 anos antes do conto de fadas que virou sucesso no Ocidente. Mas você terá que ler para entender como essa informação veio parar em suas mãos, através de uma carta apaixonada de uma tia que também foi vítima da madastra de Adeline. =)

Na realidade a versão italiana de Cinderela, foi escrita em 1634, e é considerada, através de publicação da Oxford University, como a mais antiga versão européia desse clássico.

Ye Xian, é o nome da Cinderela Chinesa, escrita por Duan Cheng-shi. Quem sabe Marco Polo, além do macarrão, também carregou essa obra da literatura chinesa para inspirar o ocidente. Como escreveu Adeline Yen Mah: quem poderá saber?

Clique aqui: Lê-Livros. Para ter a versão em PDF gratuita do livro.

Para quem está só curtindo o carnaval em casa, uma boa dica de leitura. O livro tem 123 páginas, e é bem fácil de ler.

Adeline Yen Mah, tem outros livros publicados, que estão na minha lista de leituras futuras (minha lista sempre aumenta; quanto mais leio, mais livros aparecem…).

Zài Jián!

Anúncios

8 pensamentos sobre “Livro: Cinderela Chinesa

  1. Olá ,conheci seu blog hoje ,estou procurando saber mais sobre a China,iremos morar em pequim dezembro de 2018 ,e não sabemos nada.Interessante foi encontrar esse livro que minha filha acabou de ler para o colégio dela colégio militar de Brasília.

    Curtir

    • Olá Tatila!
      O blog tem muita informação que poderá te ser útil.
      Eu Ambev escrevi um livro, e tem muitos outros que te ajudam a entender a cultura. Na busca aqui do blog, coloque a palavra ‘livro’ que vão aparecer vários
      Mantemos contato.
      Abraço

      Curtir

  2. Estou proibido por lei doméstica a baixar ou comprar qualquer coisa parecida com um livro pelos próximos 5 meses, tempo que tenho para ler os que já foram adquiridos. Mas não há nenhum parágrafo quanto a livros gratuítos…

    Curtir

  3. Olá Christine:
    Li o livro,muito bom.
    Recomendo:
    Adeus, China – o Último Bailarino de Mao
    Li Cunxin
    História real de superação,muito emocionante .
    Bj

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Claudete,
      Obrigada.
      Esse livro tem resenha aqui no blog também. E realmente é maravilhoso. Se quiser outras dicas coloca na busca ‘livros’, que vai encontrar todos os que já li a respeito da China.
      Abraço!

      Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s