Asia/Blog/China na NOSSA vida/Compras/Curiosidades/Viagens/viver na China

Hong Kong – sem guia de turismo!

Minha última visita em Hong Kong como turista foi em 2007. E no mês passado fui novamente fazer todo o percurso básico. Não me lembro ao certo como nos locomovemos naquela viagem, mas dessa vez prestei atenção nos detalhes para poder deixar uma dicas aqui no blog.

Nossa estada em Hong Kong foi de 5 dias, mas na realidade um dia foi em Macau e outro podemos considerar de translado. Nos restou 3 dias inteiros para conhecer a cidade.

Em Hong Kong se anda demais... as estações de metrô são imensas.

Em Hong Kong se anda demais… as estações de metrô são imensas.

Saímos de Shanghai pela manhã e aterrisamos em Hong Kong no inicio da tarde. Nosso vôo teve 1:30hs de atraso. Se você nunca viajou de avião na China, prepare-se para sempre contar com isso. Nada pode ser milimetricamente cronometrado quando se viaja de avião em solo chinês.

‘Airport Express Travel Pass’ – essencial.

Antes de deixarmos a área internacional já nos deparamos com o balcão de venda do Airport Express, um trem rápido que nos leva do aeroporto até a estação Central de Hong Kong. Mas o mais interessante é que eles vendem o ‘Airport Express Travel Pass’, por 300 HK dólares, e te dá direito de usar o Airport Express duas vezes (ida e volta), além do metrô e toda a rede de transporte que pertence a empresa MTR por 3 dias, além do ‘shuttle bus’ entre a estação Central e o seu hotel. Eles possuem linhas que abrangem todos os hotéis da cidade! Foi uma economia e conforto imensos. Nossos gastos com locomoção, além desse ticket, foram o barco para Macau e o BIG BUS (ônibus que faz o City Tour). Ah, e um passeio de ‘Tram’ – bonde de 2 andares, que custa HKD$ 2,50.

Frente e verso do cartão de transporte.

Frente e verso do cartão de transporte.

O MTR tem um aplicativo para smartphone que recomendo baixar. Dá dicas de passeios e os mapas das estações.

O Airport Express por dentro.

O Airport Express por dentro.

Primeiro dia

Chegamos no hotel, largamos as malas e fomos direto para a estação de metrô que nos levou até Kowloon. Andamos um pouco pelo bairro mais popular e com bastante opções de compras e seguimos para o local do Symphonie of Lights. O espetáculo começa as 20:00, mas recomendo chegar 1 hora antes para garantir um bom lugar.

marcia china 241

Show de Luzes em Hong kong.

Depois de assistir o magnífico show de luzes, voltamos ao hotel.

Segundo dia

Os planos eram de subir de teleférico (cable car) até Lantau, onde tem o Giant Buddha e, na volta, dar uma passada no outlet que há ao lado da estação de trem. Mas o tempo em Hong Kong não nos ajudou. Estava tudo cinza, com chuva forte, relâmpagos e trovoadas.

O teleférico que nos leva a Lantau é bem alto e distante. Realmente não tivemos coragem de enfrentar a tempestade nessa caixinha de vidro! Escrevi sobre esse passeio, que fiz em 2007, nesse link. Vejam lá e aí vocês vão entender o que estou dizendo!

11328877_10204202699167758_1168252190_n

Como puderam perceber, só nos restou o outlet!!! Obaaaa, compras!

Terceiro dia

Esse dia passamos em Macau – para nossa sorte, já que me falaram que choveu muito em Hong Kong e não conseguiríamos fazer nada! Mas sobre Macau escrevo em outro artigo.

Quarto dia

Compramos o ticket do BIG BUS, um serviço de City Tour, com ônibus vermelhos de 2 andares que virou meio praxe em toda cidade turística. Mas eu sou super fã desse serviço, pois nos dá uma noção geral da cidade, é válido por 24 horas, podemos subir e descer onde nos for conveniente e, caso não desse tempo de ir em todos os pontos turísticos, ao menos passamos por eles e os vimos de alguma forma!

IMG_6749

Nossa visita em Hong Kong foi sempre com esse ‘clima’! Vista do Victoria Peak.

Outra vantagem é que eles oferecem um pacote por HK$ 480,00, que inclui as 3 linhas oferecidas em Hong Kong (verde, azul e vermelha), tickets da balsa para atravessar para Koloow e poder usar a linha azul, entradas para o Museu Marítimo e para o Victoria Peak, e mais um ticket para atravessar um trecho num barco típico da região (que nós não fomos).

Big Bus na parte de cima.

Big Bus na parte de cima.

Realmente nossa visita a Hong Kong ficou comprometida pelo tempo. Todos os dias estavam nublados, com uma neblina bem forte, chuvas e tempestades ocasionais.

Quinto dia

Na realidade decidimos dormir mais uma noite em HK para aproveitar o BIG BUS e não ter que sair correndo para o aeroporto. Então acordamos um pouco mais tarde, fechamos as malas e fizemos o trajeto de volta com o Shuttle Bus para a estação Central.

Esse é o 'Tram' - um bonde de dois andares.

Esse é o ‘Tram’ – um bonde de dois andares.

A grande vantagem de usar o serviço do Airport Express, é que nessa estação tem a opção de fazer o check in diretamente com companhias aéreas, como se já estivéssemos no aeroporto. Despachamos as malas ali, depois andamos um pouco mais pela estação, pegamos o trem e chegamos no aeroporto sem estresse. O serviço de imigração é feito no aeroporto.

E aí? Se animou? Tem mais alguma dica essencial? Conta para nós!

Zài Jiàn!

Anúncios

13 pensamentos sobre “Hong Kong – sem guia de turismo!

  1. Olá ,
    Meu nome é Martha , sou carioca e adoro viajar .
    Comecei a ler seu blog , estou adorando e me animei para conhecer a China !
    Estou pretendo fazer uma viagem em Setembro , para a China e se der vou a Hong Kong!
    Como vou sozinha, estou me cercando de informações , para tudo dar certo!
    Tu poderias me dizer aproximadamente quanto foi a passagem para Hong Kong e qual a Cia Aérea ?
    Tu poderias me dizer o nome do hotel que ficaste em Hk?
    Estou anotando todas as suas dicas!
    Desde já , te agradeço!
    Muito obrigada!😘

    Curtir

    • Olá Martha,
      Obrigada pelo comentário. =]
      Preço de passagem depende muito da época e da companhi. Consulte sites especilizados que podem te dar os valores reais, mesmo que você não compre com eles. Eu uso muito o skyscanner para me basear em valores de passagem. As melhores cias na China são a Air China, China Eastern e para HK a Hong Kong airlines. Mas eu vou mesmo pela melhor oferta.
      Quanto a Hotel, sempre uso os da rede Accor, seja Ibis, Mercure, Novotel ou Sofitel, depende do seu orçamento e do quanto vai precisar da estrutura deles.
      Abraço.

      Curtir

  2. Oieeee….apesar do tempo ruim, até q vcs aproveitaram HK(sem ver o Buda, claro)….tomara termos um transporte eficiente como o deles.
    Ainda tiveram um tempo para as comprinhas básicas….rsrsrsrs
    Bjs

    Curtir

  3. Esse clima também nos acompanhou em quase toda a nossa estadia em Hong Kong, Chris. E o pior dia foi justamente o último, quando íamos visitar o Giant Buddha. Chegamos até lá mas resolvemos nem encarar o teleférico, estava chovendo, tudo encoberto e as pessoas que voltavam do passeio diziam que não dava pra enxergar nadinha. Uma pena! Fica a vontade de voltar 🙂 Bjssss

    Curtir

  4. oi!
    bom dia por aqui!
    está frio ainda, mas como ontem o sol está brilhando!
    deve esquentar bem durante o dia!
    delicia te acompanhar guiando a familia!
    ainda vou passear com vc por ai!
    beijo grande para vc e familia!

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s