Blog/China/Cultura Chinesa/Curiosidades/Livros/viver na China

Sun Tzu: grande general chinês

Sun Tzu foi um general chinês, estrategista e filósofo que viveu no Período conhecido como ‘Primavera e Outono’ da China antiga. O que o tornou famoso e reconhecido na história da China foi o livro que escreveu: ‘A Arte da Guerra’, que já foi citado num artigo aqui do blog (confiram clicando no nome do livro).

Sun Tzu teve um impacto significativo sobre a história e cultura chinesa, não só por ser o autor do livro de estratégias de guerra mais lido até os dias atuais no mundo todo, mas também por ser uma figura histórica lendária.

Foi no século 20 que o “A Arte da Guerra” se popularizou no ocidente. E continua a influenciar muitos empreendimentos competitivos na Ásia, Europa e América, incluindo cultura, política, negócios e até os esportes.

sun

Há uma discordância entre os historiadores a respeito de onde Sun Tzu nasceu. Alguns registros apontam Qi como sua terra natal, enquanto outros dizem que ele era nativo de Wu. Mas, ao menos, concordam que Sun Tzu nasceu no final do Período de Primavera e Outono (770 a 476 BC), e que ele era ativo como um general e estrategista, servindo ao rei de Wu.
Uma das histórias mais conhecidas sobre Sun Tzu foi que antes de contratá-lo, o Rei de Wu testou suas habilidades, lhe dando a incumbência de treinar um harém de 180 concubinas e transformá-las em soldados. E começou a usar com esse grupo suas teorias de guerra.

Sun Tzu, mais tarde, provou no campo de batalha que suas teorias eram eficazes o que fez de sua carreira militar um sucesso. Assim o livro “A Arte da Guerra” foi escrito com base na sua experiência. A batalha citada seria a de Boju, e há outro relato histórico que não cita a participação de Sun Tzu, o que também gera uma polêmica a respeito de sua vida e obra.

Sun Tzu através de suas estratégias de guerra influenciou muitas figuras notáveis. Como o imperador Qin Shi Huangdi. No século 20, o líder Mao Zedong (Mao T’se Tung) creditou parcialmente sua vitória sobre Chiang Kai-Shek e ao Kuomintang (1949) às teorias de Sun Tzu. A obra influenciou fortemente os escritos e teorias de Mao.

Mais tarde o Japão, Vietnã e Coréia do Norte usaram a obra de Sun Tzu, o que despertou a atenção dos estrategistas americanos.

Para muitos historiadores o livro “A arte da guerra”, se utiliza de uma retórica Taoísta incorporada e que a aplicação dessas estratégias ao longo da história é atribuída a sua linha filosófica. O taoísmo, então, seria o princípio central na arte da guerra, que enfatiza o comportamento parcimonioso para evitar o confronto.

O que vejo hoje é que muitos dos seus ensinamentos estão sendo difundidos como ‘ditado chinês’, frases de impacto que podem nos fazer avaliar algum fato de nossa vida atual. E isso me chama muito a atenção, pois ele vem tendo um status de filósofo.

Mas tudo isso que escrevi faz parte de uma pesquisa muito rasa, mais curiosa, e por usar muitas desses seus ensinamentos isolados na página do blog no Facebook. E posso garantir que fazem muito sucesso entre todos os seguidores, dos mais novos aos mais velhos. Sempre alguém deixa um comentário de como aquilo caiu tão bem, ou é tão verdadeiro.

"se você está longe do seu inimigo, faça ele acreditar que você está perto." Sun Tzu.

“se você está longe do seu inimigo, faça ele acreditar que você está perto.” Sun Tzu.

Agora se você tem interesse em aprender e conhecer mais sobre a vida Sun Tzu, recomendo que visitem o blog Sun Tzu e A Arte da Guerra. O autor é Alexandre Gameiro, que por estar escrevendo um livro sobre a vida e obra de Sun Tzu, tem pesquisado toda a história da época desse General estrategista Chinês.

É muito interessante o olhar de Gameiro, principalmente por facilitar para nós, leigos, o entendimento de cada capítulo, as citações sobre os diferentes tópicos da estratégia de guerra e a correlação com o mundo atual. Além de nos mostrar, através das diversas guerras e batalhas que ocorreram na Ásia em que Sun Tzu colocou em prática suas teorias, além da utilização desses seus ensinamentos durante muitos séculos por imperadores, reis e generais asiáticos.

Então, fica a dica!

Espero que, como eu, vocês se percam nos escritos desse blog.

Zài Jiàn!

 

Anúncios

9 pensamentos sobre “Sun Tzu: grande general chinês

  1. Olá, Christine.

    Muito boa essa geral sobre o Sun Tzu. E você acredita que eu duvido muito dessa história das mulheres? Bem, pelo menos da parte que ele manda cortar a cabeça das concubinas preferidas do rei…

    Mas como você disse aí nos comentários, o livro ajuda muito em nossas batalhas diárias e vale a pena conhecer, acreditemos ou não no que diz a “história”.

    Obrigado pela lembrança de citar meu blog e continue com o belo trabalho.

    Abs!

    Curtir

    • OI Alexandre,
      Sempre que eu citar Sun Tzu nos meus posts, vou dar um link para o seu. Como sempre digo, sou uma curiosa sobre as histórias da China. Procuro pesquisar de tudo um pouco, com intuito de dar uma visão da grandiosidade e beleza dessa cultura (claro que tem as coisas estranhas e engraçadas para nós ocidentais, mas também isso é a cultura deles). Aí quando se trata de ir a fundo em algum tópico, o melhor é procurar quem entende e se dedica a ele. E em se tratando de Sun tzu, vc é o indicado! =]
      Abraço e me dê noticias do livro!

      Curtir

  2. MUITO BOM O TEU TRABALHO DE NOS BRINDAR COM TANTO CONHECIMENTO E SABEDORIA SOBRE A CULTURA CHINESA! EU GOSTO MUITO DA CULTURA E DA FILOSOFIA DOS SÁBIOS CHINESES E PENSO QUE SE TODOS TIVESSE CONHECIMENTO E PRATICASSEM SEUS ENSINAMENTOS NOSSO MUNDO TERIA MELHOR QUALIDADE DE VIDA. EU TE PERGUNTO SE O LIVRO ESCRITO POR LAO TZE ou LAO TZU NÃO SERIA O TAO THE KING?

    Curtir

    • Olá Jandir.
      Na realidade cometi um erro e já vou consertar…rs
      Coloquei a foto errada do provérbio. O post é sobre Sun Tzu, autor de Arte da Guerra.
      Lao Tzu ´outro sábio chinês mesmo, inclusive eles tinham algumas divergências!
      Obrigada por chamar minha atenção! =]
      Abraço.

      Curtir

  3. Christine, muito interessante. Eu sei muito pouco dessa cultura. Achei interessante o treinar um exército de mulheres. Por que? Alguma coisa deve ter. Ou por causa de alguma dificuldade ou por alguma qualidade específica não declarada. Enfim…
    Um abraço grande para vocês aí.
    Manoel.

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s