Blog/brasileiras pelo mundo/Cenas da China real/China/Compras/Cultura Chinesa/Curiosidades/viver na China

Negócio da China…

Às vezes fico pensando que cresci não sabendo quase nada sobre a China. De repente me vi mais envolvida com esse país mais do que poderia sequer imaginar, mesmo em sonhos ou surtos, você escolhe (rs). Mas vira e mexe, me pego repetindo expressões tão banais que utilizamos a vida toda na cultura brasileira e que são profundamente relacionadas à China. Como a do meu primeiro texto no ‘Brasileiras pelo Mundo’ – Vou te mandar para a China… Ou esse que escolhi hoje, com o titulo: Negócio da China.

Bom, vou procurar saber mais da origem desses ‘chavões’ até porque eu mesma estou curiosa… rs

Mas, e aí? Existe mesmo esse ‘negócio da China’?

Hoje posso dizer para vocês que sim… e não!

Mas como assim?

Para nós, estrangeiros, definitivamente não existe. Quem faz um negócio com chineses e leva muita vantagem, antes de sair por ai espalhando que fez um ‘negócio da China’, deve primeiro se certificar que:

  • a mercadoria vai ser entregue,
  • o produto tem a qualidade prometida,
  • o material do que vai ser entregue seja o mesmo da ‘amostra’ que o vendedor chinês te mostrou ou, principalmente,
  • se o produto existe de verdade.

Negocio-da-China1

Resumindo: regra básica – se fazem muitos bons negócios na China, mas nem sempre são ‘negócios da China’ como representa esse nosso dito popular.

Agora o chinês sim! Ele sempre faz verdadeiros ‘negócios da China’. Principalmente quando se depara com algum laowai (estrangeiro) desavisado e que acha que chegar aqui e comprar um container de qualquer produto, é a mesma coisa que ir para os EUA ou a Europa, onde todos falamos quase a mesma língua e temos quase os mesmos códigos culturais. Mas a coisa não funciona assim nas terras de Mao.

Já ouvi centenas de histórias de pessoas que vieram aqui, visitaram uma fábrica maravilhosa, com prédio imponente (eles são craques nisso), foi levado para jantar em restaurantes chineses super caros, com direito a muitos ‘gambei’ (brinde) regados a ‘baijiu’ (bebida tradicional chinesa), apertaram a mão do chinês e acharam que estava tudo certo. Tinham feito o tal ‘negócio da China’.

Passa um tempo, a mercadoria não chega, o tal acordo que o estrangeiro achou que estava resolvido no aperto de mão ficou pendente, porque não é assim que a coisa se resolve aqui, o que foi entregue é centenas de vezes inferior ao produto apresentado na amostra ou, o pior, a fabrica era fake! Sim, os caras alugam uma empresa qualquer e fazem um teatro. E até hoje tem gente que cai.

Mas aí, com a quantidade de profissionais estrangeiros trabalhando na China com experiência de como lidar com o chinês e seus métodos, com seu próprio ‘guanxi’ (rede de relacionamentos), tem sempre o laowai esperto que acha que contratar um consultor, uma trade ou mesmo fazer um curso para entender os meandros da cultura chinesa para bussiness é besteira. E vem se aventurar por aqui. Ai te falo: vai ajudar o chinês a fazer um excelente negócio da China, literalmente!

Uma ressalva: esse fato que citei acontece com uma frequência bastante alta, apesar de estar diminuindo a cada ano. Existem milhões de empresas e comerciantes chineses mais do que respeitados, corretos e cumpridores dos seus compromissos. Mas num país com bilhões de pessoas, apresentando um índice de crescimento estratosférico, também existem os que adoram levar uma vantagem. Aí quando percebem que o estrangeiro não tem nem ideia de onde está pisando… Um abraço!

BEIJING COMPRAS 069

O exemplo mais banal disso, que resume bem o perfil de negócio do chinês, são os mercados ‘fakes’ ou de turistas. Nesses locais eles chegam a te pedir 1000 remembies por um artigo que custa 100 remembies. Mas o estrangeiro, com toda sua ‘esperteza’ divide o valor pela sua moeda (no caso de real/3, euro/8 e dólar/6, de maneira arredondada) e pensa: tá barato. E compra. Claro que depois que ele vai embora o chinês fecha a loja e vai descansar por três dias.

Na realidade o chinês gosta de barganhar. Não existe negócio sem a barganha. Então sempre os preços estão acima do que eles esperam vender, para que o comprador ofereça seu preço. Aí há aquele teatro, do tipo ‘você vai me matar, assim vou à falência’, para depois te oferecer um valor entre o inicial e o que você ofereceu. Ele disse 1000, o turista oferece 500 (caramba estou oferecendo 50% do valor), discutem, barganham e chega-se em 700. O turista pensa: negócio da China! Comprei por 70% do valor (ai ele divide de novo e o que achou barato fica mais barato).

Resumindo: turista sai feliz da vida achando que fez o tal negócio da China; chinês sai mais feliz ainda porque realmente fez o negócio da China, já que vendeu o produto com lucro de 700%, (lembrem que o preço correto é 100 remembies, e ele já estaria ganhando). =O

BEIJING PLANT OCT 18 156

Ou seja, hoje em dia passo longe desses mercados. Não suporto nem pensar nessa desgastante prática de barganhar. Porque no final a gente sempre sai com a impressão de que foi feito de bobo…rs

E aí? Estão animados para vir fazer um negócio da China?

Zài Jiàn!

Esse texto foi originalmente publicado no blog “Brasileiras Pelo Mundo”.

Anúncios

20 pensamentos sobre “Negócio da China…

  1. Oi, fiquei curioso, nesta questão que vc comenta de empresa fake, de comprar um produto e eles entregarem com qualidade inferior, etc…..Até onde eu seu o governo costuma se duro com as leis na China, o neste caso ele faz vista grossa, ou quando o negócio é com estrangeiros e não se mete…
    Outra duvida, se o cliente pesquisou e resolveu não comprar pelo preço adequado que ele esta disposto,,, vc comentou que já viu casos que se reuniram e quase chamaram a policia,,fique pensando se é um negócio comprador tem em mente um preço e vendedor outra até acharem um denominador comum…..
    Obrigado, saúde paz e sucesso pra vc..

    Curtir

    • Olá Walter,
      Demorei para responder pois fui reler o texto… Bom, é verdade, o governo é rigoroso e como escrevi no meio do texto, nem todos são assim. Mas, como no Brasil e em qualquer parte do mundo, existem pessoas que se aproveitam da falta de conhecimento do outro. E aqui a barreira da língua é um problema muito sério e real.
      Quanto a barganha, o costume aqui é que se você começar a barganhar, e o vendedor chegar no preço que você quer ou próximo dele, você tem que comprar. O que acontece é que muitos (na maioria turistas) acabam barganhando para se divertir, para ver onde consegue chegar e aí no final não levam. Essa é aprática de comércio deles, e é levada muito à sério.
      Abraço.

      Curtir

  2. Pingback: Taobao ou Alibaba? Onde comprar? | China na minha vida

  3. Eu não sei porque eu nunca tive a impressão de ser enganado na China. Talvez pelo pouco tempo que passei (menos de 2 meses).

    Ou pode ser porque eu sou absolutamente mise…ahem! POUPADOR e tenho orgulho disso.

    Primeiro passo: Esquecer da conversão Dolar x Yuan (A conversão do Real x Yuan já era. O que já foi 4 x 1 em breve vai ser 1 x 1.Valeu Dilma!).

    – Pisou na China, você tem que SER chinês, e uma nota rosa de 100 maozendongs (não confundir com notinhas “maos”, hehe) é algo precioso!

    Um jantar de 500 pilas!? (yuan). Tá louco!? 30 yuan e olhe lá!
    Um brinde de 200 mangos? JAMAIS, 20 e tá bem pago.
    Até um desses picolés com recheio (que te esfolam no Brasil, cobrando quase 10 reais), eu olhava por 3, reclamava e ia procurar mercearia vendendo por 2 yuan.

    Segundo passo: Deixar a impaciência em casa e não comprar por impulso. O seu dinheiro na sua mão é coisa mais valiosa da terra. Se achou caro depois da última pechincha e o vendedor está puto da vida e te chingando por você ir embora sem comprar… problema dele! Enquanto você tem o dinheiro, tem o poder. Logo acha alguém que faça o preço que você quer.

    Depois meus amigos chineses disseram que nunca viram um laowai tão pobre, hahaha.

    Os brasileiros se acham muito espertos, mas aqui no Brasil são meio irresponsáveis com dinheiro. Todo mundo gasta o que ganha, e ainda vive no crediário. Se você age assim em casa, imagine no exterior então…

    Curtir

    • Oi Robson. Obrigada pela visita. Agora, deixar a impaciência em casa, para o cara que vem como turista, é difícil…rs.
      No dia a dia é mais fácil contornar isso. Eu já virei as costas para muita oferta que não era a que eu queria. Mas quando se vive aqui, podemos voltar no dia seguinte ou procurar um outro mercado… Mas quem tem 3 dias fica mais complicado.
      Agora, barganhar, barganhar e não comprar não é tão simples assim… Nesses 10 anos de China já vi muita gente se dar mal nessa brincadeira, de juntar chinês em volta ameaçando e ir parar na polícia…
      Mas cada um é cada um e tem suas experiências e sorte…hehehe.
      Grande abraço.

      Curtir

  4. Olha, recentemente eu tenho feito compras no site Aliexpress e eu fiquei até satisfeita. Alguns ficaram retidos na alfândega daqui, mas o vestido que eu comprei eu fiquei super satisfeita.

    K!

    Curtir

  5. Ola,

    Acompanho todos os teus posts e gosto muito de como você consegue compartilhar a sua visão e vivência desse país tão interessante.
    Negocio com chineses e frequentemente estou por aí a trabalho. Apesar de não morar aí eu mr identifico demais com as tuas vivências e olhar da cultura chinesa.
    Abrç

    Curtir

  6. oi! boa tarde por aqui! internet cheia de comentários, a favor, contra os candidatos e, uma grande expectativa para amanhã!
    aguardemos e, quem vencer faça o melhor pelo nosso país!……..como sempre vc escreve que é uma delicia! bem que quero ir fazer umas comprinhas por ai! vamos aguardar! beijo grande para vc e familia!

    Curtir

Gostou do texto, tem algo para dividir? Deixe seu comentário aqui! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s