China/Cultura Chinesa/Dicas de Shanghai/Viagens/viver na China

Zhujiajiao – a mais antiga cidade de canais em Shanghai

Morando na cidade há 10 anos, eu nunca havia ido até esse lugar que está em todos os roteiros turísticos que se encontra sobre Shanghai.

Primeiro porque quando a gente vive num lugar, nunca tem a urgência de querer conhecer tudo, ver tudo em uma semana, e aí vem aquela desculpa: tenho tempo, um dia vou… E esse dia que nunca chega?

Além dessa procrastinação básica de “eu vivo onde você passa férias”, havia a distância: Zhujiajiao fica quase 50km de Shanghai (sim, essa cidade é imensa). Só que há cerca de 2 anos, temos uma facilidade que muda muito a logística: o metro!

Isso mesmo, hoje a linha 17 do metro de Shanghai te deixa praticamente na entrada principal da cidade velha. A distância continua a mesma, mas parece que ficou mais leve, afinal podemos ir logo ali de metro.

Logo ali, nesse caso, é uma força de expressão, já que da estação onde moro (que fica no meio de Puxi) levo 1:15hs. Vindo de Pudong, pode-se levar até 1:55hs. Mesmo assim, ainda acho mais simples do que ir de carro.

Zhujiajiao Water Town

É uma típica e antiga cidade aquática no distrito de Qingpu, ao sul do rio Yangtze, que tem quase 1.700 anos de história. Zhujiajiao, também faz parte da chamada  “Veneza Chinesa”, possui encantadores cursos de água, pontes de pedra curvas, antigas ruas cimentadas com pedra e mais de 10.000 construções que datam das dinastias Ming (1368-1644) e Qing (1644-1911). No período dos Três Reinos, já havia feiras nacionais em Zhujiajiao e os negócios prosperaram na dinastia Ming.

Zhujiajiao é a cidade de águas antigas mais bem preservada das que pertencem ao município de Shanghai. Se bem que Qibao, que fica bem mais próximo do centro (linha 9), também anda recebendo muita atenção do governo no que diz respeito a melhorias.

Atrações da cidade

Somente andar pelas ruelas, reparar nas pessoas que circulam, apreciar as comidas de rua e atravessar as muitas pontes que a cidade oferece, já é um passeio para mais de meio dia, mas vale à pena se perder entre seus jardins privados e pequenos museus e galerias de arte que o vilarejo oferece.

Kezhi Yuan

Entre a arquitetura antiga, o Kezhi Park (Majia Garden), é o maior jardim privado na cidade e também um dos maiores da região sul da China. O gramado oferece vistas encantadoras em um ambiente calmo e privado. É composto principalmente por três partes – uma galeria, uma colina artificial e um parque.

Ponte Fangsheng

Construída no século XVII, a Ponte Fangsheng, com 70 metros de comprimento, é hoje o marco mais conhecido de Zhujiajiao. O arco da ponte e as belas vistas fazem com que desfrute da reputação do “Arco-Íris de Zhujiajiao”.

Fangsheng significa libertar animais, em mandarim. As pessoas locais acreditam que liberar animais significa que você é misericordioso com os animais e que Buda também será misericordioso com você. E por coincidência, assisti a uma cerimônia de FengShui, onde um senhor estava jogando ao canal uma tartaruga e alguns peixes, como simbolismo do seu respeito aos animais e, consequentemente ao Buda. E a senhorinha que estava com ele me disse que era um excelente ato para o Fengshui dele.

Ponte Lang

Também chamada de Ponte Huimin, é a única ponte de madeira. Tem barras de madeira nos dois lados e beirais virados para cima, assim como um corredor estreito.

Museu de Cultura e Arte de Zhujiajiao

Conta a história e a cultura de Zhujiajiao através de pinturas e estátuas. Visitar o museu antes de visitar a cidade ajuda você a conhecer melhor o desenvolvimento de Zhujiajiao. É por isso que foi construído na entrada da cidade.

Correios da Dinastia Qing (1616 – 1912)

Construído em 1903, os antigos correios testemunharam o desenvolvimento do serviço postal da China. Milhares de antigos selos, envelopes e cartões postais são coletados no prédio de dois andares. Quatro pinturas no segundo andar mostram como os carteiros entregavam cartas nos tempos antigos.

Templo do Deus da cidade

Normalmente, um templo do deus da cidade é construído para homenagear um herói local e parece mais um templo, mas o de Zhujiajiao é diferente. Parece mais um jardim do que um templo. Os visitantes podem descansar e admirar o requintado jardim ornamental, piscina e pavilhões na área do templo.

Salão de exposições de artesanato

Centenas de artistas de toda a China enviam suas obras-primas para este salão, de modo que as exposições são alteradas de tempos em tempos.

Yuanjin Temple

Embora seja templo budista, não há tantas estátuas de Buda no templo. O terraço no Pavilhão Qinghua oferece aos turistas um bom lugar para admirar as vistas de Zhujiajiao.

Pegue a linha Huzhu Express na Praça do Povo da Rua Pu’an Jinling Road e chegue em Zhujiajiao uma hora depois. Há um ônibus a cada meia hora.

Informações básicas

Como já escrevi, a melhor e mais simples forma de chegar é de metro, linha 17 (notem que essa linha começa na estação de trem de Hongqiao – linha 2 ou 10).

Tem que comprar ingressos para entrar na cidade. Os valores variam de RMB 40,00 a RMB 80,00 (esse inclui entrada em todas as atrações, jardins, museus e o passeio de gôndola – afinal estamos na Veneza Chinesa).

Como todo passeio na China, use roupas e, principalmente, sapatos muito confortáveis. Mesmo que você opte por ir de carro, quando chegar vai andar muito dentro da cidade, onde os carros são proibidos de circular. Também recomendo chapéu (tive que comprar um lá, pois não aguentei o sol) e protetor solar.

E, acima de tudo, estar com o coração aberto para viver uma experiência diferente, cheia de comidas exóticas, pessoas que vão pedir para tirar fotos com você, descobertas tão belas de deixar a gente sem fôlego ou outras que te farão pensar: como isso pode acontecer?

No final, como quase tudo que vivemos na China, lindas e divertidas lembranças ficarão para sempre na sua memória e no seu coração.

Zái JIàn!

Anúncios

6 pensamentos sobre “Zhujiajiao – a mais antiga cidade de canais em Shanghai

  1. Christine, boa tarde!
    Eu adoro seu blog!
    Sinto por não ter te conhecido quando morei em Shanghai de 2011 a 2014.
    Na época eu fui expatriada pela empresa.
    Ler seu blog é como se eu revisitasse todas as minhas memorias! ADORO!
    Também sou brasileira, mas de origem japonesa e de coração chines!
    Eu ja fazia negócios e visitava a China com frequência a negócios desde 2007 e apos morar em Shanghai continuei a retornar a China ate 2018.
    Eu costumava dizer que a China tinha sido o ápice da minha vida. Tanto profissional mas principalmente pessoalmente.
    Mas desde o ano passado me encontro na Africa a trabalho, em Angola… e então entendi que a vida é maravilhosa porque nos surpreende a cada momento… e desde então, a China se tornou uma das melhores lembranças da minha vida!

    Grande abraço a voce, obrigada por partilhar esses momentos maravilhosos da sua vida, que me transportam para os anos maravilhosos que tive ai!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s