China/Cultura Chinesa/Curiosidades/Viagens/viver na China

Templo Baolin em Changzhou

Há umas duas semanas fui visitar Changzhou, por um motivo pessoal, mas não quis perder a oportunidade de ir conhecer o Templo Baolin, que sempre me chamou atenção pela arquitetura diferenciada do seu pagoda encravado de budas dourados, que depois descobri que não são budas, mas sobre isso fala mais para frente.

O que eu queria era conhecer esse lugar.

IMG_5993 2

Changzhou

Essa cidade fica a 50 minutos de Shanghai de trem bala, no caminho para Beijing.

Foi inicialmente chamada de Yanling no Período da Primavera e Outono (770 aC – 476 aC), e o nome continuou a ser usado por cerca de 350 anos. Ganhou o nome de Changzhou na Dinastia Sui (581 – 618).

Devido à localização na área do delta do rio Yangtze, a planície fluvial constitui o principal relevo da cidade. Para o oeste e sul estão a Montanha Maoshan e a Montanha Tianmu.

E hoje em dia possui muitos parques, templos e várias atrações famosas na região, como o Parque dos Dinossauros (que está na lista para a próxima visita).

Fui conhecer a cidade para visitar a Becca, que já colaborou muito com o blog contando um pouco das suas aventuras na China. Vale visitar o Instagram dela: @eunachina

Mas vamos ao que interessa:

Templo Baolin

Baolin é talvez um dos maiores tesouros culturais da região e foi completamente revitalizado, pois nos milhares de anos da sua existência, foi destruído e reconstruído várias vezes.

Em um dos últimos processos de restauração, ganhou a pagoda em homenagem a Guan Yin, que virou a atração do local. Ela está em cada ‘concha’ da construção, em estátuas de ouro e pinturas exteriores.

Foi apelidado carinhosamente de “abacaxi”. Acho uma injustiça, mas que parece, isso parece!

Uma homenagem a misericórdia e compaixão

Há algum tempo atrás descobri a historia de Guan Yin, deusa da misericórdia para os chineses. A primeira vez que me deparei com ela, foi em Sanya, mas pouco sabia a seu respeito.

No link abaixo, escrevi um pouco da sua história e porque os chineses a veneram:

Guan Yin – a deusa chinesa da misericórdia e compaixão

Baolin tem muitas coisas que você poderia esperar nos templos budistas. Mas a verdadeira atração aqui, mais que a pagoda em si, é a estátua de Guanyin, com cerca de 40 metros de altura e que fica no centro da pagoda.

Quando se entra no local e olha para cima, realmente se perde o fôlego, tamanha a grandeza e energia da figura de Guan Yin toda em ouro.

Para apreciar cada detalhe da estátua, pode-se subir os 4 andares de elevador e circundar a deusa.

Além disso, há varias estantes, espalhadas pelas colunas, com pequenas Guan Yins de ouro. (lembram que achei que eram budas?). Tentei encontrar alguma fonte de informação sobre quantas estatuetas há ali, mas não encontrei.

Mesmo assim, fizemos uma conta por alto, multiplicando o numero de estantes catalogadas (76 no total) pelo numero de imagens (algumas estantes tinham 118 e outras 182) e chegamos ao absurdo numero de 18 mil estatuetas de ouro de Guan Yin.

Uma loucura!

Juntei aqui, todos os vídeos que fiz durante a visita, e deixo que vocês apreciem com seus próprios olhos. Por favor, desculpem a ‘não edição’, pois isso realmente não é meu forte, mas acho que vale a pena.

 

Mais um local que todos deveriam visitar.

Zái Jiàn!

Anúncios

Um pensamento sobre “Templo Baolin em Changzhou

  1. Pingback: CHINA – um país de leitores? - China na minha vida

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.