Curiosidades/Dicas de Shanghai/Palestras e Assessoria intercultural/viver na China

Xintiandi em Shanghai

Esse texto é muito especial, pois o que você vai ler aqui, foi escrito pela querida Giovanna Casasola Migowski, arquiteta e urbanista, brasileira e trabalha no escritório de arquitetura que foi responsável pela nova Xintiandi (XTD), bairro charmoso, cool e desejo de consumo de locais e turistas que fazem fila para ter o melhor angulo nesse cenário cheio de historia.

Gostei tanto do texto da Gio, que nada foi mudado, ele está na integra, nos parágrafos abaixo. Espero que gostem e se surpreendam, tanto quanto eu que, apesar dos 12 anos vivendo em Shanghai, não conhecia toda esse historia.

O quarteirão que revolucionou os planos de requalificação urbana na China

Por Giovanna Casasola Migowski

Se a gente abrir o trip advisor e procurar “o que fazer” em Shanghai, o Xintiandi vai estar cotado nos primeiros lugares, sem dúvidas. Trabalhando na empresa que projetou a área e vivendo aqui diariamente, percebi que às vezes os usuários desconhecem todo o contexto e a importância histórica, e acabam usando mais como um cenário ‘instagramável’.

Xintiandi é parte da Concessão Francesa de Shanghai, que datou a sua existência de 1845 a 1943 (aproximadamente). Fica na parte oeste do Rio Huangpu, conhecida como Puxi, o ‘centro histórico’ da capital econômica chinesa. Os vestígios da influência arquitetônica francesa ainda permanecem em inúmeros prédios na área.

A história começou há 20 anos, quando decidiram fazer uma intervenção urbana nessa área, a nível de gentrificação, O Xintiandi era uma zona estritamente residencial e tinha as suas instalações a nível urbano e de construção precários – não contava sequer com encanamento ou saneamento básico. Os  investidores tinham como objetivo a criação de um espaço de entretenimento, comercial e gastronômico, que revelasse a importância histórica do local. Para obterem a melhor proposta, lançaram um concurso.

Como a área estava tão degradada, a maior parte dos arquitetos propuseram  ‘limpar’ o passado e construir um novo cenário, quase uma analogia aos moldes de Haussmann em Paris. O vencedor do concurso, Benjamin Wood, foi o escolhido por ter tido a sensibilidade de preservar o patrimônio histórico da cidade, mantendo todo o entorno já edificado. As melhorias foram focadas em aspectos funcionais, como a questão de instalações hidráulicas, elétricas e urbanas. A essência histórica, principalmente das construções das casas, continua ainda muito presente no bairro.

Tudo começou com o conceito “better cities better life”, sempre seguido e falado por Ben. O plano urbano do Xintiandi é exatamente isso: propiciar uma cidade às pessoas e dialogar com o entorno histórico. Hoje, são duas quadras (North Block e South Block) em uma área central e nobre de Shanghai, com foco peatonal um verdadeiro case de sucesso comercial e cultural. Eu poderia resumir a área a um ‘centro comercial urbano’.

Diferentemente de um shopping, onde padrões norte-americanos já estabelecidos vêm prontos e apenas adaptados à topografia, num pensamento em que o consumidor deve ser direcionado exclusivamente ao espaço interno, quase que opressivo para o incentivo às compras, o Xintiandi propicia uma experiência distinta: são prédios com uma escala-humana agradável -entre 2 e 3 pavimentos-, espaços abertos e destinado aos pedestres (que trazem uma sensação de conforto ao usuário), vegetação adequada e espaços de sombra, espaços de descanso e de apreciação, e por último, todo o conceito arquitetônico e histórico das casas Shikumen. 

Para a criação desses espaços públicos, onde as pessoas pudessem se encontrar e apreciar o local, algumas casas do quarteirão tiveram que ser removidas – manteve-se, primordialmente, o limite do bloco original, o ‘contorno’. As casas demolidas foram na metade da quadra, formando uma via principal, quase como um boulevard O restante continuou às formas originais, como vias secundárias, que são inúmeros becos, que propiciam ao pedestre a experiência sensorial de um labirinto. Algumas paredes das casas Shikumen também foram removidas por questões legais (principalmente no que tange às legislações de proteção a furacões), mas posteriormente recolocadas nos mesmos padrões do formato original. 

Algum dos meus pontos favoritos do projeto é como esses pequenos becos te induzem a entrar no quarteirão. Funciona como ‘que curioso, deixa eu entrar aqui pra ver o que é’. A gente começa a caminhar por ruelas apertadas, escuras, sem muito significado, e depois dessa sequência visual, a grande surpresa: o espaço amplo, iluminado e cheio de vitalidade neste ponto nodal do Xintiandi.

Um dos grandes diferenciais são as charmosas casas Shikumen. Datadas em torno de 1870, a sua peculiaridade é o ecletismo do estilo arquitetônico, que combina traços chineses e ocidentais. Muitos outros detalhes remetem ao design europeu,  como os ladrilhos, que possuem o mesmo desenho do original, as janelas francesas e os tijolos cinza, ainda presentes. Entrando em outros detalhes de fachada, as arcadas, que emolduram os vidros, também são originais da época de 1870. 

Como o Ben cita em uma de suas palestras, o sucesso do Xintiandi vem das lembranças que os chineses tinham daquela área e de todas as histórias que elas contam de como era e do que se tornou. Acredito que tamanho seja o sentimento de representação para os Shanghaineses e para os chineses, que toda a semana recebemos clientes aqui no escritório para criar um novo “tian di” na sua cidade. Um lugar honesto, sem ostentações, sem desafiar a lógica de ‘altura e ‘poder’. Eu tenho o XTD como o exemplo de um sítio projetado para pessoas reais, num encontro da arquitetura do ‘ontem’ e do ‘amanhã’. 

Ficha Tecnica

Giovanna Casasola Migowski

Arquiteta & Urbanista

Ig: @gmigowski

Arquitetos: Benjamin Wood e Carlos Zapata

Ano:2001

Área: +/- 3 hectares

E agora me conta: você sabia toda a história por trás da XTD?

Zái Jián!

Um pensamento sobre “Xintiandi em Shanghai

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s