China/Cultura Chinesa/Curiosidades/viver na China

Oito fatos sobre Beijing

Outro dia escrevi sobre alguns fatos sobre Shanghai e muita gente adorou (inclusive eu, que descobri coisas interessantes durante a pesquisa) e resolvi pesquisar mais algumas curiosidades chinesas e sobre cidades.

Por merecimento e importância, nada mais justo do que falar sobre a capital desse pais: Beijing.

Beijing, 北京

Que literalmente significa capital (jing) do Norte (bei), costumava ser chamada de Beiping ou “Paz do Norte” por breves períodos de tempo, incluindo de 1928 a 1949, quando a capital chinesa estava em Nanjing, 南京, capital do sul.

A cidade teve uma série de nomes durante sua história: Jicheng (Cidade de Ji), Yanjing (Capital de Yan), Zhongdu (Capital Central), Dadu (Grande Capital). Beijing foi o décimo sexto nome dado à cidade

É uma das cidades mais antigas do mundo.

A história de Pequim remonta a 3.000 anos. Tem a idade de Londres, seis vezes mais que Nova York e dez vezes mais que Sydney. A cidade mantém uma riqueza de locais históricos, como a Grande Muralha e a Cidade Proibida.

Beijing é também uma das áreas habitadas mais antigas do mundo. Os fósseis indicam que o Homem de Pequim (Homo erectus) viveu lá de 770.000 a 230.000 anos atrás.

Foi a capital de seis notáveis governos chineses.

A China é governada por Beijing há mais de 700 anos, e é por isso que existem tantos locais históricos para explorar.

221 AC: Capital do Estado Yan, Período dos Reinos Combatentes

1271: Capital nacional para a dinastia Yuan

1402: Tornou-se capital da Dinastia Ming (1368-1644)

1644: Capital da dinastia Qing

1912: Capital da República da China

1949 até os dias atuais: Capital República Popular da China inaugurada por Mao Zedong

Retrato de Mao

O retrato oficial de Mao Zedong na Cidade Proibida em Beijing, mede 6 x 4,6 metros e deve ser repintado anualmente devido aos efeitos do clima e da poluição do ar.

A cidade abriga sete locais de Patrimônio Mundial da UNESCO:

A Grande Muralha, a Cidade Proibida, o Palácio de Verão, o Templo do Céu, os Túmulos Ming, o Zhoukoudian Pekin Man site (museu do Homem de Pequim) e o Grande Canal.

Além disso, como sempre digo que na China nada é grande, tudo é enorme, temos que levar em conta que:

  • A Grande Muralha é uma das maiores atrações do mundo – a maior muralha do mundo.
  • A Cidade Proibida é o maior palácio do mundo. É também o palácio imperial mais bem preservado da China.
  • O Palácio de Verão é o maior jardim imperial do mundo, onde os imperadores passavam o verão.

E falando em Cidade Proibida

Também é conhecida como Gu Gong em mandarim, fica no centro da cidade de Beijing e já serviu de palácio imperial para 24 imperadores durante as Dinastias Ming e Qing (1368 – 1911).

A construção levou 14 anos durante o reinado do imperador Chengzu na dinastia Ming (1368-1644). De forma retangular, é o maior complexo de palácios do mundo e cobre 74 hectares. Está cercado por um fosso de 52 metros de largura e uma parede de 10 metros de altura e contém mais de 8.700 quartos. Era proibido entrar no complexo sem a permissão especial do imperador. Daí o nome ‘A Cidade Proibida’.

Ópera de Beijing

É uma forma tradicional de teatro chinês, além de ser uma parte importante da cultura chinesa. Esta forma de arte consiste em uma combinação de música, diálogo falado e sequências de ação. As pessoas praticam sua ópera cantando em parques da cidade (já vi vários artistas nos parques aqui em Shanghai) e também em casas de ópera.

Pato de Pequim

Também conhecido como Pato de Beijing, pato laqueado ou Pekin Duck. O prato é feito com patos brancos, assados com ar comprimido injetado entre o pato e a pele. Utiliza-se madeira menos esfumaçada e dura, como galhos de pera, pêssego ou tâmaras, levando a um sabor frutado e a uma cor avermelhada na pele

A história desse prato tradicional, remonta à dinastia Ming, cerca de 600 anos atrás. Cozinheiros de toda a China viajavam para a Cidade Proibida e queriam cozinhar para o Imperador, porque apenas os melhores chefs podiam entrar nas cozinhas do palácio. Quando a dinastia Qing terminou em 1911, os chefs que deixaram a Cidade Proibida começaram a trabalhar em restaurantes da cidade e popularizaram a especialidade servida ao Imperador.

Seriam muito mais que oito fatos

Claro que se eu quisesse poderia enumerar uma lista enorme, imensa, gigantesca como a cidade merece. Só que resolvi me apegar nos fatos mais da historia dessa cidade e de obedecer a superstição do numero 8, por ser um numero auspicioso para os chineses!

Para quem gosta de listas, tenho mais alguns artigos interessantes nessa linha:

10 fatos sobre Shanghai

26 fatos sobre o Ano Novo Chinês

Pandas – 10 fatos sobre eles.

Divirtam-se!

Zái Jiàn!

5 pensamentos sobre “Oito fatos sobre Beijing

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s