Blog/brasileiras pelo mundo/China/China na NOSSA vida/Palestras e Assessoria intercultural/viver na China

China – O aprendizado das despedidas

Estamos em junho, e novamente na temporada de despedidas. Isso sempre acontece por aqui. Esse ano, em especial, a dose foi alta de adrenalina e adeus às pessoas queridas.

A China não é um lugar onde as pessoas ficam para sempre. O movimento dos expatriados é muito grande e as mudanças geralmente acontecem em junho e dezembro, final de semestre. São quase 11 anos em Shanghai dando adeus (na realidade, prefiro o ‘até breve’) e mesmo assim não me acostumo.

Nossa primeira experiência com esse tipo de perda, eu relatei nesse texto, que vale à pena conferir:

Farewell Party – uma rotina na vida do estrangeiro na China.

Depois disso, não sei quantas vieram, realmente perdi as contas. Só lembramos do sentimento de vazio que fica.

O lado bom, é que a grande maioria se tornaram amigos de vida, e nem o tempo e nem a distância, deixam os relacionamentos morrerem.  Tem um outro lado bem interessante, que algumas pessoas faziam parte de um círculo de relacionamento, mas não eram tão próximas e, por algum motivo que não sei explicar (talvez a cumplicidade chinesa), depois que saíram da China, começamos um relacionamento mais consistente, com visitas nas férias e tudo mais.

Viver no exterior

No final, posso dizer que viver fora da nossa cidade, do nosso país, nos torna mais abertos as amizades, temos mais consciência das nossas limitações e de que precisamos de uma rede de apoio, um ombro amigo, um braço estendido numa hora difícil.  E com essa realidade, criamos verdadeiras famílias, laços apertados, que tempo nenhum conseguirá desatar.

Num outro momento, em minhas reflexões sobre chegadas e partidas, inspirada por letras de músicas que embalaram minha adolescência, escrevi mais esse artigo para uma revista online, que guardo com muito carinho:

Encontros e Despedidas

Com isso, acho que ficará claro como essa montanha russa de emoções está presente no nosso dia a dia de todos os que escolhem sair da zona de conforto, viver no exterior, optar por essa difícil vida fácil, como sempre brinco quando alguém pondera sobre isso.

E para vocês entenderem que esse sentimento permeia a vida de todos nós que vivemos aqui desse lado do mundo, deixo o link de um outro texto, que uma amiga escreveu quando estava deixando Shanghai, depois de uma boa temporada aqui:

China na NOSSA vida: E já chegou a hora de ir…

São as escolhas que fazemos. Conscientes, mas que como todas as escolhas tem seu ônus e seu bônus. E essa parte das perdas é um dos maiores ônus que a vida fora do nosso país nos oferece.

Basta ter o cuidado para sempre estar com a balança dos prós e contras equilibrada, e aproveitar tudo de bom que essa vivencia pode nos proporcionar.

Inclusive o aprendizado das despedidas.

Zái Jiàn!

Anúncios

5 pensamentos sobre “China – O aprendizado das despedidas

  1. Oi Cristine, obrigado por compartilhar conosco essas experiências. Seus textos sempre modificam algo aqui dentro. Vc acredita que até hoje ainda leio os livros da Xinran por influência de um artigo seu! Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s